Loading SEBRAE

Mais buscados: Mei Sei credito CONSULTORIA Boas Praticas

Loading SEBRAE

Notícias

Alimentos saudáveis para os pequenos

Empresários de Porto Alegre desenvolveram, com apoio do Sebrae RS, empreendimento destinado a produzir lanches com base orgânica para crianças.

atualizado em: 04/09/18

Da Redação

COMPARTILHE

Uma fórmula que uniu o empreendedorismo, a necessidade de suprir demanda familiar e a vontade de produzir alimentos orgânicos. Essa foi a base de criação da Dodani, empresa criada em 2016 na cidade de Porto Alegre pelos irmãos Jonas e Viviani Heitling. Com pouco tempo de atuação e o suporte do Sebrae RS em diversas capacitações e consultorias, o negócio conta com um portfólio de seis produtos, atende o mercado nacional e prepara o lançamentos de oito novos itens e a criação de um e-commerce.

Alimentos saudáveis para os pequenos

Viviani, com Daniel ainda pequeno, procurava alimentos destinados para crianças que unissem sabor e nutrição

Em 2014, Viviani, com o filho Daniel ainda pequeno, procurava alimentos destinados para crianças que unissem sabor e aspectos nutritivos, especialmente com base orgânica, e não encontrava. Foi por conta dessa necessidade que ela e o irmão Jonas decidiram pesquisar o mercado para viabilizar uma empresa que produzisse lanches saudáveis ao público infantil. Assim nasceu a Dodani, que brinca com o nome do filho da sócia. “Percebemos que havia uma grande oportunidade, mas era preciso pesquisar bem antes, então tivemos apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul na pesquisa e elaboração dos alimentos”, conta Jonas.

Após o período de pesquisa do mercado e desenvolvimento de marca e produtos, o empreendimento nasceu, oficialmente, em outubro de 2016, e o início das operações ocorreu em janeiro do ano seguinte. A produção, que é terceirizada para cada item, conta com biscoitos e frutas liofilizadas, inseridos em embalagens divertidas e com a quantidade ideal para o consumo dos pequenos. A empresa está certificada pela Ecocert, o que garante a origem e a procedência de todos os insumos utilizados nas receitas. “Inclusive, matéria-prima é uma das dificuldades que encontramos no caminho. O insumo ainda é um pouco limitado no Brasil. Mas não apenas isso, não basta termos origem nos orgânicos, o consumidor quer algo a mais”, explica o sócio.

Suporte para crescer

Ainda em 2017, nos primeiros meses de operação da Dodani, os dois empresários receberam a indicação de que o Sebrae RS tinha um projeto que trabalhava com o segmento de orgânicos, e não hesitaram em procurar a organização. “Até então pensávamos que o suporte necessário seria apenas com relação aos alimentos, mas recebemos consultoria em gestão, finanças, prospecção de clientes, indicadores, participação em eventos e desenvolvimento de novos produtos”, relembra Heitling.

Com base nisso, a empresa prepara o lançamento de oito novos integrantes do portfólio. “Hoje atendemos todo o mercado nacional por meio de contratos com redes varejistas, mas estamos trabalhando para colocar no ar um site com nossa loja virtual e alcançarmos os consumidores que não têm acesso à esses estabelecimentos”, adianta o empresário.

De acordo com a gestora do projeto Orgânicos RS, Jociane Ongaratto, as ações são desenvolvidas a partir de um diagnóstico inicial que norteará o trabalho de cada empresa. “Com isso definimos o que cada uma precisa potencializar e, especialmente, o espaço que podem atingir”, explica. Em operação desde 2017, o projeto coletivo conta com programa de prospecção de mercado, e entre as ações estão viagens para localidades identificadas com potencial. O objetivo é apresentar as empresas participantes do projeto para possíveis compradores, gerar novos negócios e fortalecer os empreendimentos gaúchos.

No caso da Dodani, foram identificadas possíveis melhorias na área de produto e embalagem, que resultou em uma nova linha. Foram realizadas participações em feiras nacionais destinadas ao varejo e aos produtos orgânicos, verificação mensal de indicadores para acompanhar a evolução do negócio, e desenvolvimento de marketing digital. “É imprescindível que as empresas estejam atentas ao marketing digital. As indústrias precisam aproveitar esses canais para criar relacionamento com o consumidor”, justifica Jociane. As ações do projeto estão previstas até dezembro de 2018.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

02 de Junho de 2020

Semana destaca os desafios e a transformação da produção nacional de vinho

SAIBA MAIS

 

02 de Junho de 2020

Startup aposta em hardware que controla temperatura corporal e uso de máscaras

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 02/06/2020 16:45

Semana do Vinho e da Gastronomia Brasileira debate os desafios da produção no país

Sebrae RS Podcast 02/06/2020 14:30

SebraeRS lança o 3º StartupRS Agritech, programa para fomentar startups do setor do agronegócio

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: