Loading SEBRAE

Mais buscados: sei mei Credito consultoria BOAS PRATICAS

Loading SEBRAE

Notícias

Os resultados concretos da missão à Feira Médica

Empreendedores que estiveram na Alemanha, em 2018, destacam avanços obtidos a partir da experiência

atualizado em: 16/05/19

Da Redação

COMPARTILHE
O encontro ocorreu na Santa Casa, que tem um programa voltado para empresas e startups médicas chamado Programa de Inovação na Saúde.
O encontro ocorreu na Santa Casa, que tem um programa voltado para empresas e startups médicas chamado Programa de Inovação na Saúde.
Foto: Moglia Comunicação Empresarial

Seis meses após retornarem da Imersão Empresarial Internacional Feira Médica 2018, realizada em novembro do ano passado em Düsseldorf, na Alemanha, chegou a hora de apresentar os primeiros resultados a partir do que se viu e vivenciou nessa que é uma das mais importantes feiras do mundo no setor de saúde. A imersão foi organizada por Sebrae RS, FIERGS, e Governo do Estado, com o apoio do Cluster de Tecnologia para a Saúde do RS.

Ao longo de toda quarta-feira, 15 de maio, seis dos nove empresários que foram à Alemanha, e representantes do Sebrae RS, FIERGS e Governo do Estado, reuniram-se no Centro de Inovação da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. A tarde começou com a coordenadora setorial da Saúde e Bem-estar do Sebrae RS, Ana Paula Rezende, que esteve com o grupo na viagem, fazendo um resgate de tudo o que de mais importante aconteceu na Feira Médica 2018. Ela começou lembrando as visitas técnicas em empresas na Holanda, onde o grupo conheceu laboratórios de última geração, entre outros. Durante a viagem, o grupo fez 246 contatos com representantes de mais de 16 países, ao todo, 70% das empresas tiveram acesso a novas tecnologias e geração de conhecimento.

Em seguida, foi a vez da KeD Tecnologia comentar como as feiras influenciam no crescimento da empresa, no aumento de faturamento e na ampliação e prospecção de mercado. “Através da feira, conseguimos acessar áreas que não tínhamos antes. Hoje, temos contato com Hospital de Clínicas, Moinhos de Vento e Hospital Albert Einstein”, reforça Nádia Guimarães, diretora da KeD Tecnologia, que esteve na Feira Médica pela terceira vez.

Integrante do Cluster de Tecnologia para a Saúde RS e Projeto Conexão RS desde 2015, a Domo Salute, especializada em consultoria regulatória para fabricantes estrangeiros, foi em todas as edições da Feira Médica, desde então. Israel, USA, Singapura, Alemanha, Suíça e China estão entre os países parceiros da empresa, contatos que surgiram a partir das experiências nessa imersão internacional proporcionada pelo Sebrae RS. Diego Louzada destaca que, em cada feira, é preciso ter objetivos bem concretos. Para ele, realizar negócios é importante, mas “ter continuidade é indispensável. Além disso, pensar em sedimentar a marca, conhecer novos países e traçar objetivos e ter um planejamento bem claro são fundamentais para atingir resultados melhores”.

O CEO da DHMed, Rafael Heck, representou a empresa pela primeira vez no evento e voltou satisfeito. “A feira é dinâmica, muito grande e cheia de oportunidades. Fiz contatos com alemães, americanos e israelenses. São aproximações iniciais que podem se tornar grandes negócios”, relata.

“Foi a experiência mais importante que eu tive na vida profissional. Na Feira, a gente viu os benefícios reais entre a formação acadêmica e a realidade. Quero devolver para a sociedade tudo o que aprendi nessa viagem”, destaca a Laura Severo, diretora da Luthier Saúde Funcional. A empresa, que tem como propósito o modelo assistencial de reabilitação física, foi a quarta se apresentar e compartilhar os ganhos. Por lá, descobriram dois pavilhões inteiros voltados ao mercado de reabilitação.

“Em 2015, estava nos fundos de casa, eu, um sócio e um cachorro. Essa era a BeeIT no início do Cluster. Minha empresa só existe hoje por conta do envolvimento nessas feiras e por parceiros como o Sebrae RS”, comenta Sandro Pinheiro, proprietário da BeeIT. Especializada em soluções através de softwares para medicina, hoje, a empresa tem como clientes o Mãe de Deus, a Santa Casa e hospitais no Chile, Colômbia, Argentina e prospectam outros no Peru e nos Estados Unidos.

Quem encerrou a tarde de apresentações foi a Angiolux Dispositivos Médicos. Em função de diferentes perdas de capital, descontinuidades de clientes e redução brusca no faturamento da empresa, a Angiolux foi buscar na Feira Médica a “luz no fim do túnel”. Com um cenário tão incerto, fazer negócios seria fundamental. A empresa chamou a missão de “estratégia de salvamento”, agendando cerca de 30 reuniões na Alemanha. “Tivemos excelentes oportunidades e motivações para enfrentarmos o nosso cenário. A experiência foi fundamental para não deixarmos nosso negócio morrer”, garante a gerente comercial e de marketing da Angiolux, Luciana Colao.

Ao longo de toda a tarde, os empresários também aproveitaram o tempo para trocar experiências e mostrar os conhecimentos que a Feira proporcionou, em um bate-papo informal recheado e coberto de conhecimento. A expectativa é de repetir em 2019 o sucesso da Imersão Empresarial Internacional Feira Médica do ano passado. O edital será lançado em agosto. Fique ligado!

Além da Feira Médica

A Santa Casa, instituição onde aconteceu o encontro entre os empresários médicos, tem um programa voltado para empresas e startups médicas chamado Programa de Inovação na Saúde. A iniciativa tem como objetivo melhorar a rotina do hospital, além de ser uma oportunidade de entrada de novos projetos na rotina da instituição. “Queremos de alguma forma conectar iniciativas que estão no mercado e nas universidades e que podem agregar valor à Santa Casa e outros hospitais filantrópicos. Temos a expectativa de formarmos uma rede de trabalho, onde se consiga conectar com o ecossistema de vários lugares do mundo, acelerando o processo de inovações. Essa rede é formada por aceleradoras, outros hospitais, e startups” destaca o coordenador de projetos de inovação da Santa Casa, Diego Ramires.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

24 de Maio de 2019

Dia da Indústria: a importância do Sebrae RS para as MPEs

SAIBA MAIS

 

24 de Maio de 2019

Mercado de hamburguerias deve crescer cerca de 4% no RS em 2019

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 21/05/2019 10:32

Dia da Indústria: Sebrae foca em gestão e desenvolvimento de mercado para o setor

Sebrae RS Podcast 21/05/2019 10:30

Empresas do RS já podem fazer registro automático no site da JucisRS

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: