Loading SEBRAE

Mais buscados: sei mei credito consultoria Boas praticas

Loading SEBRAE

Notícias

Reconhecimento à tradição doceira de Pelotas

Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan) oficializa o Registro da Produção de Doces Tradicionais Pelotenses e da arquitetura do município, o que estimula o desenvolvimento de ações na região

29/05/18

Da Redação

COMPARTILHE

Pelotas – A tradição doceira e o conjunto histórico de Pelotas alcançaram reconhecimento nacional. O Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan) definiu o conjunto arquitetônico da cidade como patrimônio material e concedeu o registro de patrimônio imaterial para a tradição doceira. A decisão foi tomada pelo Conselho Consultivo do Iphan, no dia 15 de maio, e teve o envolvimento da Universidade Federal de Pelotas, da Câmara de Dirigente Lojistas (CDL) de Pelotas e da Secretaria de Cultura de Pelotas, promovendo e valorizando a produção de doces como referência cultural da região.

Reconhecimento à tradição doceira de Pelotas 2

A gestora de projetos de turismo no Sebrae RS, Jussara Cruz Argoud, manifesta o orgulho por essa conquista e projeta novas ações. “Atualmente, incentivamos e fortalecemos o turismo por meio do projeto Pelotas Turismo Cultural. A partir desse reconhecimento, estamos formatando dois novos produtos turísticos, incluindo o Patrimônio Histórico Nacional, tombado pelo Iphan, do qual faz parte a Charqueada São João e a Catedral São Francisco de Paula, entre outros”, revela. Além disso, o novo marco também celebra o acerto das ações junto às doceiras da região. O registro inclui os municípios de Pelotas e da Antiga Pelotas, com Arroio do Padre, Capão do Leão, Morro Redondo e Turuçu. “Diversas doceiras já haviam conquistado, com o apoio do Sebrae (RS), a Indicação Geográfica (IG) dos doces”, informa Jussara.

Outro aspecto que impulsionou o desenvolvimento turístico foi a criação do Roteiro Morro de Amores, no município de Morro Redondo, que concentra a maior parte da produção de doces coloniais. Os empreendedores desse roteiro contam com o apoio do Sebrae RS com capacitações por meio de consultorias, cursos, palestras e formatação de produtos de turismo.

A representante da Associação dos Empreendedores de Turismo de Morro Redondo – Roteiro Morro de Amores, Angélica Boettge dos Santos, conta que, depois do anúncio do Iphan, vários doceiros procuraram a entidade para fazer parte do roteiro e da 2ª Festa do Doce Colonial da cidade, que ocorre nos dias 9 e 10 de junho. “O registro da tradição doceira como patrimônio imaterial fez com que a população se apropriasse mais desse produto típico, que pode ser uma motivação para quem produz doces e um incentivo para o turismo”, destaca Angélica.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

24 de Setembro de 2018

Sebrae lidera mobilização nacional em torno da Semana Global do Empreendedorismo

SAIBA MAIS

 

19 de Setembro de 2018

Sebrae RS seleciona empresas para Feira Medica, na Alemanha

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 21/09/2018 11:25

Rodada de Negócios reúne setor metalmecânico em Canoas

Sebrae RS Podcast 19/09/2018 17:00

Sebrae realiza semana temática de marketing e vendas

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: