Loading SEBRAE

Mais buscados: sei CREDITO MEI consultoria Boas Praticas

Loading SEBRAE

Notícias

Diversificação e tradição nas vinícolas portuguesas

Empreendedores gaúchos conhecem propriedades centenárias que passaram por processos de revitalização para qualificar e promover o enoturismo

08/05/18

Da Redação

COMPARTILHE

O segundo dia de visitas da comitiva gaúcha em Portugal, formada por 15 vinícolas das regiões da Serra e da Campanha, contemplou os projetos da Câmara do Município de Monsaraz e o trabalho de enoturismo da propriedade Herdade do Barrocal. Os empreendedores destacaram a sistemática de trabalho e os esforços para qualificar os espaços para receber visitantes. A missão conta com promoção do Sebrae RS e com apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Vinhos do Brasil e da vice-cônsul de Portugal, Adriana de Melo Ribeiro. A programação segue até o dia 12 de maio.

A Herdade do Barrocal é uma propriedade com mais de 200 anos que passou por um grande trabalho de revitalização e estruturação para qualificar o turismo do vinho (Foto Sebrae RS)

A primeira parada do grupo foi na Câmara do Município de Monsaraz. De acordo com a técnica do Sebrae RS, Amanda Paim, que participa da missão, o encontro contou com a participação do prefeito e presidente da Rede Europeia de Cidades do Vinho (Recevin), José Calixto, e do executivo da Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV), José Arruda. “Nesta visita, ficou muito clara a importância do município e da Recevin para desenvolver o enoturismo. Iniciativas com o objetivo de apoiar e melhorar a legislação europeia do vinho, a produção familiar, a valorização e a promoção da cultura do povo, do patrimônio e da relação do vinho com o território”, ressalta Amanda.

Ela conta que a cidade de Monsaraz registrou um grande incremento na hospedagem, e possui, hoje, uma produção anual de 30 mil litros de vinho. “Isso resultou na forte promoção do enoturismo”, ressalta a técnica.

Turismo de luxo

Os empreendedores também visitaram a Herdade do Barrocal, propriedade com mais de 200 anos, que nos últimos 15 passou por um grande trabalho de revitalização e estruturação para qualificar o turismo do vinho. Com presença, também, da pecuária e da produção de hortaliças, o local possui área de hospedagem com 40 apartamentos, que antigamente eram ocupados por funcionários da fazenda. “Muitos aspectos nos chamaram a atenção, especialmente pelo modelo de negócio, que garante uma taxa de ocupação média de 90%”, destaca. Para ela, a ideia da missão é justamente a de conhecer como as vinícolas se relacionam com os clientes e de observar que tipo de experiência elas estão proporcionando. “A visita do Barrocal agregou muito para o grupo, especialmente pela semelhança com as estâncias tradicionais da região da Campanha. Mostrou o quanto é possível reutilizar e aproveitar as estruturas tradicionais para o turismo de luxo”, disse.

Tradição e turismo

Ainda durante a tarde, os empresários visitaram a Fundação Eugênio de Almeida, hoje uma organização sem fins lucrativos. Dentro do vasto mix de produtos está o vinho Pêra-Manca, produzido desde a época da monarquia e até hoje considerado um dos mais conceituados no mundo. “A Fundação investe fortemente em tecnologia, e os lucros são revertidos para projetos sociais do território e na promoção da cultura local”, explica Amanda. A área ocupada é de 6.500 hectares, e conta, além do cultivo da uva, com a criação de bovinos, suínos, ovinos e a produção de azeite e cortiça, formando um grande complexo agroindustrial. O local recebe 16 mil visitantes por ano e 60% deles são brasileiros atraídos pelas conhecidas marcas de vinhos. A propriedade obtém 10% do lucro em função do varejo, com venda direta aos clientes.

A empresária Bruna Cristófoli, da Vinícola Cristófoli, de Bento Gonçalves, disse que “o que mais me atraiu até agora na missão foi a interação entre os participantes e também a possibilidade de aprender sobre enoturismo em um destino tão consolidado como é Portugal”. Para o proprietário da Bodega Sossego, de Uruguaiana, e presidente da Associação dos Vinhos da Campanha, René Moura, “a comitiva está aproveitando muito o roteiro de visitas e absorvendo conhecimento. Foi muito importante o contato com o prefeito José Calixto para conhecer melhor os projetos desenvolvidos aqui”.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

18 de Maio de 2018

Microempresas gaúchas fazem imersão no mercado norte-americano de alimentação

SAIBA MAIS

 

18 de Maio de 2018

Em busca da expansão

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 15/05/2018 14:32

Sessão de Crédito ensina sobre financiamento em Caxias do Sul

Sebrae RS Podcast 15/05/2018 14:31

Sessão de Crédito do Sebrae-RS vai percorrer todo o Estado

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: