Loading SEBRAE

Mais buscados: sei MEI credito Consultoria boas praticas

Loading SEBRAE

Notícias

O destaque vai para Startup especializada em criptomoedas

Satoshi é a primeira colocada da 7ª turma do Startup RS Digital e já se prepara para captar investidores

21/06/18

Da Redação

COMPARTILHE

As startups Satoshi, de Porto Alegre, We Fix, também de Porto Alegre, e Me Empresta, de Caxias do Sul, foram os destaques da sétima edição do programa Startup RS Digital, desenvolvido pelo Sebrae RS e parceiros. Durante cinco meses, um grupo de 17 empreendedores participou de cursos, mentorias, workshops e eventos que têm o objetivo de promover a pré-aceleração das empresas e prepara-las para as vendas. As três empresas escolhidas durante o Demoday tiveram seus projetos avaliados por investidores e aceleradoras, oportunidade que pode gerar negócios e parcerias no futuro.  

O destaque vai para Startup especializada em criptomoedas

O gestor do projeto no Sebrae RS, João Antonio Pinheiro Neto, destaca a qualidade e a evolução das participantes. “Vamos começar agora a 8ª turma e já passaram pelo Startup RS mais de 100 negócios inovadores. A cada ano, os empreendedores se mostram mais preparados para evoluir”, elogia. Pinheiro Neto ressalta, ainda, a dinâmica do Startup RS que, ao final do período de aceleração e apoio às empresas, realiza o Demoday, momento em que os empreendedores apresentam seus projetos e produtos para uma banca qualificada de investidores. “Além de proporcionarmos qualificação, aproximamos as startups de um ecossistema cheio de oportunidades”, afirma.

Aplicações em criptomoedas

O caso exemplar desta edição do Startup RS é a Satoshi Investimentos, que ficou em primeiro lugar. Ela nasceu em outubro de 2017 como uma plataforma para fazer aplicações em criptomoedas. Na época, Jonas Rodrigues da Luz, um dos sócios, abandonou o emprego em uma grande empresa de softwares de gestão para se dedicar com exclusividade ao empreendimento. 

A plataforma de investimentos exclusivamente voltada para criptomoedas funciona como uma espécie de administradora de fundos. Os clientes decidem o valor a ser investido, a partir de R$ 500, e a Satoshi faz a gestão do capital, aplicando em bitcoins ou em outras 19 moedas digitais disponíveis. “Como essa área é muito volátil, ao investir dessa forma conseguimos minimizar os riscos”, explica da Luz. Para se remunerar, a empresa cobra um percentual de 22,5% do lucro dos investidores. Nesse período, a média de rendimentos é de 3,3% ao mês, bem acima da maioria das aplicações disponíveis no mercado. “Nesse mercado de criptomoedas é importante não acreditar em promessas de ganhos exorbitantes, pois sempre há riscos envolvidos. Outra dica importante é nunca investir o dinheiro que não se pode correr risco de perder para pagar alguma conta, por exemplo”, ensina.

Startup RS ajudou a descobrir o perfil dos clientes

Com o Startup RS, os empreendedores da Satoshi aprenderam a identificar o perfil de seus clientes. “Conseguimos perceber que, em média, ele tem 25 a 35 anos, é empreendedor e, portanto, mais aberto a riscos; gosta de eventos musicais, viagens e pets”, revela. O sucesso na vitrine do Demoday garantiu visibilidade junto a investidores. “A partir do evento já temos reuniões agendadas”, conta.

A proposta da segunda colocada é um pouco diferente. A We Fix, de Porto Alegre, funciona como uma espécie de Uber dos consertos de telefones celulares. É a primeira plataforma digital do Brasil a conectar técnicos de smartphone certificados e treinados com os potenciais clientes. De Caxias do Sul, a Me Empresta, também aproxima pessoas, mas com outro propósito. A ideia é promover empréstimos e investimentos entre sua rede de cadastrados. Os financiamentos são 100% digitais, com valores de até R$ 5 mil em 24 parcelas fixas.

Após o sucesso dessa edição, o Sebrae RS já prepara uma nova turma do Startup RS com início no final de julho. As inscrições estão disponíveis até o dia 8 de julho clicando aqui.

O Programa é apoiado por Poa.hub, Semente, AGS, WOW – Aceleradora de Startups, RAIAR, Instituto de Informática da UFRGS, Seprorgs, Fiergs, GROW+, Ventiur, Parkhub, CRIATEC e UniTec – Incubadora Unisinos.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

20 de Julho de 2018

O “Uber” das diaristas

SAIBA MAIS

 

20 de Julho de 2018

Gaúchos vendem mais de R$ 8 milhões na Francal

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 18/07/2018 09:58

Sebrae realiza seminário sobre Junta Digital em Lagoa Vermelha

Sebrae RS Podcast 17/07/2018 18:29

Sebrae em Pelotas promove a Sessão de Crédito para micro e pequenas empresas

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: