Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei Mei CRÉDITO CONSULTORIA Boas Praticas

Loading SEBRAE

Notícias

O Rio Grande do Sul dá as cartas em calçados, bolsas e acessórios de moda

Participação de micro e pequenas empresas gaúchas na Francal 2017, em São Paulo, chama a atenção de compradores de diversos mercados

atualizado em: 04/07/17

Da Redação

COMPARTILHE

São Paulo – Faltando apenas um dia para fechar as contas da participação de micro e pequenas indústrias gaúchas na Francal 2017, a soma dos negócios com compradores de todo o Brasil e até do exterior já somam R$ 4,719 milhões. Na comparação exata de dias no evento do ano passado, o valor era de R$ 4,504 milhões. As 42 empresas compõem o estande coletivo do Estado e ainda terão reuniões até o final desta terça-feira. A participação coletiva gaúcha é apoiada pelo SEBRAE RS, em parceria com a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI-NH/CB/EV), a Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT) e as prefeituras de Novo Hamburgo, Sapiranga e Campo Bom. A Francal 2017 ocorre em São Paulo, no Expo Center Norte.

Estande coletivo do RS na Francal (Foto: Divulgação / Feira Francal)

Somando os dois primeiros dias da principal plataforma de lançamentos das coleções de verão para a indústria e o varejo de calçados, bolsas e acessórios de moda, o espaço do Rio Grande do Sul recebeu 1.614 potenciais compradores. Em 2016, essa conta não passava de 1.200 contatos. O gestor de projetos do SEBRAE RS, Maico Fabiano Fernandes, considera o movimento na feira e a postura dos empresários gaúchos uma chance para, no mínimo, manter os excelentes resultados das edições anteriores do mesmo evento. “O segmento coureiro-calçadista é uma força econômica fundamental no Estado. Atender as expectativas dos compradores com produtos de qualidade e lançamentos de acordo com as tendências mundiais é o que estamos presenciando aqui”, avalia.

Neste ano, as empresas de Novo Hamburgo voltaram a fazer parte do espaço coletivo gaúcho, o que não ocorria há alguns anos. Isso significa que a união pode resultar em melhor percepção para os clientes e os resultados finais deverão superar o que foi negociado em 2016. Na soma dos dois primeiros dias da atual edição, o número de pares ou artefatos comercializados chegou a 86.655. É menos do que os 103.714 no ano anterior, porém com valores mais altos.

De acordo com Fernandes, do SEBRAE RS, “as participantes do estande foram capacitadas e treinadas dentro dos padrões que ajudam a conquistar mercados. Não por acaso, 530 vendas efetivas já podem ser comemoradas”, diz. Geralmente, em feiras, ocorrem mais negociações e as compras acabam por se consolidar um período após o evento.

Estão presentes no Estande Coletivo do RS as empresas:
Amoreco e Ararajuba, Ana Boss, Ana Flex, Ana Vitória, Belmon, Bem Amada, Bolsas Cordi, Brenners / A3, Brunelly Bolsas, Calçados Ana Luana, Camilo Calçados, Catri Bolsas, DI Marly’s, Dina Mirtz, Drizza, Esho Colletion, Estilo Exclusivo, Georgia Guedes, Guns – Menta e Hortelã, Hot Feet, Infinitus, Karina Bertoluci, KLB, Laroma Calçados, Moeller Calçados, Moroni, Mr. Silver, Patrícia Maranhão, Pelli Brasil, Primma Scarpa, Rio de Luz, Rosella Boutique, Santos e Saltos, Spoon Kids, Tricouro, Valeiko, Via Alvo, Viavivi, Villa Rosa, Viva Bella, W Brasil e Wiva Bordados.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

17 de Janeiro de 2020

Prazo para regularização do Simples Nacional termina 31 de janeiro

SAIBA MAIS

 

17 de Janeiro de 2020

Pequenas empresas gaúchas comercializam R$ 2,84 milhões na Coumoroda

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 08/01/2020 15:30

Estande Estação Moda RS na Feira Couromoda

Sebrae RS Podcast 17/12/2019 18:40

Sebrae RS inaugura Sala Coworking em Santo Ângelo

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: