Loading SEBRAE

Mais buscados: sei Mei CREDITO consultoria Boas praticas

Loading SEBRAE

Notícias

Sebrae/RS e UPF formalizam nova edição do projeto Negócio a Negócio

09/01/13

Da Redação

COMPARTILHE

Iniciativa beneficiou em 2012 mais de 6 mil empresas, de 72 municípios da região Planalto

Da Redação

Em 2013, serão atendidas 88 cidades (Foto: Cristiane Sossella /UPF)

Passo Fundo – Pelo quarto ano consecutivo, a Universidade de Passo Fundo (UPF) é parceira do Sebrae/RS na realização do projeto Negócio a Negócio. A associação entre as duas entidades foi celebrada oficialmente nessa quarta-feira, dia 9 de janeiro, na reitoria da instituição de ensino superior, em evento que contou com a participação do diretor técnico do Sebrae/RS, Marco Kappel Ribeiro, e do reitor da UPF, José Carlos Carles de Souza. Estiveram presentes a vice-reitora de Extensão e Assuntos Comunitários da UPF, Bernadete Dalmolin, o coordenador do projeto na região do Planalto e professor da UPF, Julcemar Zilli, a gerente de Atendimento Individual do Sebrae/RS, Viviane Ferran, e a gerente Regional do Sebrae/RS no Planalto, Maria Martins Meyer.

O diretor Técnico do Sebrae/RS, Marco Kappel Ribeiro, destacou que a parceria com a UPF tem sido importante, especialmente pelos resultados obtidos. Em 2012, segundo Kappel, “a Universidade de Passo Fundo foi a instituição de ensino superior que teve o maior desempenho percentual em relação à meta proposta. No ano passado, foram atendidos 6 mil empreendimentos em 72 cidades da região. Neste ano, a parceria deve beneficiar outras 5 mil empresas de 88 municípios”.

Ele lembrou, também, que “o projeto foi idealizado pelo Sebrae Nacional, e, no Rio Grande do Sul, tivemos a ideia da parceria com as universidades. Para nós é um programa vital”. Conforme Kappel, a intenção do Sebrae/RS para 2013 é atender 115 mil micro e pequenas empresas no Estado, sendo que quase 50% do total pelo projeto Negócio a Negócio. “Temos tido retornos extremamente positivos dos empresários, que com pequenas ações, acabam transformando o seu empreendimento”, lembrou.

O reitor José Carlos Carles de Souza falou da satisfação por estar renovando parceria de tamanha importância e reafirmou o interesse da instituição em manter e ampliar serviços que beneficiam os acadêmicos e a comunidade. “As micro e pequenas empresas fazem a economia girar, por isso, merecem a nossa atenção e colaboração no sentido de contribuir com a sua gestão. Nos orgulha o trabalho que vem sendo desenvolvido neste sentido por nossos professores e estudantes”, salientou, agradecendo a homenagem em forma de placa que recebeu do Sebrae e da universidade coordenadora, a Pucrs.

O projeto Negócio a Negócio prevê a realização de um diagnóstico empresarial, a implantação de um plano de ação, propondo soluções para a melhoria das empresas, e uma visita de acompanhamento das ações sugeridas. O serviço, prestado por meio dos agentes de orientação empresarial, que são acadêmicos de oito cursos de graduação da UPF vinculados à Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis (Feac), é realizado de forma presencial, gratuita e continuada. Os alunos recebem treinamento específico para realizarem os atendimentos, além de todo o trabalho ser supervisionado pelos professores.

Oportunidade
O coordenador do projeto na região, professor Julcemar Zilli, observou que além dos benefícios para os empresários poderem qualificar os seus empreendimentos, os alunos têm a vivência prática a partir da orientação de gestão prestada, contribuindo com sua formação.

De acordo com ele, cada nova empresa atendida neste ano receberá três visitas dos agentes de orientação empresarial, e as organizações visitadas em 2012 serão revisitadas, também em três ocasiões. As visitas in loco servem, na primeira etapa do projeto, para a realização do diagnóstico de gestão empresarial, devolutiva do diagnóstico, proposição de plano de ação, apresentação das ferramentas de gestão e soluções e auxílio na implementação das ações recomendadas.

As revisitas objetivam, entre outras ações, a apresentação e discussão do Plano de Ação da Etapa I, a implantação de, no mínimo, uma ferramenta de gestão sugerida na Etapa I; a aplicação do diagnóstico situacional, a apresentação das soluções Sebrae complementares às temáticas priorizadas e a averiguação e consolidação das ferramentas de gestão trabalhadas.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

16 de Julho de 2018

Fabricantes de bebidas premium prospectam mercado em São Paulo

SAIBA MAIS

 

16 de Julho de 2018

Encontros de negócios abrem oportunidades no segmento metalmecânico

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 16/07/2018 18:12

Empretec é lançado com um workshop em Rio Grande

Sebrae RS Podcast 13/07/2018 14:05

Série sobre Gestão - Plano de Negócios

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: