Loading SEBRAE

Mais buscados: mEI SEI crédito Consultoria Boas Praticas

Loading SEBRAE

Notícias

Notícias

Startup gaúcha aposta em solidariedade em meio à pandemia

A empresa Print Up 3D doou mais de 8 mil máscaras para profissionais da saúde

atualizado em: 10/08/20

Da Redação

COMPARTILHE

A Startup Print Up 3D começou em 2013, sendo incubada na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Desde o surgimento, é focada em desenvolver  impressão 3D de tecnologia ótica (Sinterização Seletiva a Laser), representações de máquinas profissionais e design de produto.

Em março de 2020, quando houve o início da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), o escritório, localizado no Órbita Coworking, no bairro Bom Fim, em Porto Alegre, esvaziou. Com as mudanças que a crise trouxe, a empresa notou que os clientes também começaram a desaparecer. Com diversos materiais disponíveis e a demanda reduzida, investiu na solidariedade e passou a ajudar profissionais da área da saúde. Foi quando começaram a produzir máscaras-escudo (face shields) e outros materiais que os hospitais pudessem necessitar.  “Nós decidimos que não íamos só sofrer com a crise, mas também iríamos ajudar pessoas da maneira que podíamos. Foram mais de cem quilos de materiais doados e mais de 8 mil máscaras distribuídas” relata o sócio-fundador da Print Up 3D, Leonardo Kratz Mendes.

Em um primeiro momento, a empresa fez doações, depois passou a comercializar os protetores faciais. Quando os recursos se esgotaram, a empresa começou a produzir máscaras-escudo engessáveis. Com a compra de uma unidade, paga-se o custo de produção e ainda possibilita a doação de outra, ou seja, para cada máscara comprada, uma é doada. “O objetivo é realimentar o ciclo virtuoso de doações e de ajuda ao próximo. Uma vida que se salve já vale muito mais do que o valor de qualquer produto”, conta o empresário. As máscaras-escudo custam entre 14 e 15 reais a unidade. O preço é baseado na acessibilidade de comercialização, mesmo que existam mais caras no mercado. Para o empresário, o que importa é a proteção das pessoas. A empresa, que começou com as impressões em 3D, hoje utiliza tanto da técnica, quanto da impressão em gesso.

Uma ajuda importante para a startup veio do programa Sebrae Inova Pequena Empresa, em 2014. No início da pandemia, o Sebrae RS intermediou a parceria com instituições para a realização das doações. A analista de relacionamentos do Sebrae RS, Daiana Cunha, relata que “a tecnologia da Print Up 3D permite o desenvolvimento de máscaras que sejam confortáveis e eficazes contra o vírus. A iniciativa foi muito bacana porque além de gerar capital, deu continuidade às doações”.

Trabalhar aliado a um propósito torna-se essencial neste momento. Saiba mais sobre a startup Print Up 3D no site https://www.printup3d.com/?fbclid=IwAR0lJUWQaOFkfC7xNpBOQkoQUZWApF1n5tNnufSxu-pB29YnlnlPRQ-QwRM.

Startup gaúcha aposta em solidariedade em meio à pandemia 1

Acesse o Sebrae RS

Embora algumas unidades físicas do Sebrae RS tenham retomado o atendimento presencial, seguimos funcionando de forma remota em todo Estado por meio do telefone 0800.570.0800, das 10h às 16h, e no sebraers.com.br, via chat. Além disso, na página https://sebraeaoseulado.com.br/ o empreendedor encontra informações, conteúdos e ferramentas sobre as melhores práticas a serem adotadas em tempos de dificuldade, a fim de minimizar prejuízos.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

22 de Junho de 2021

Projeto promove o mapeamento do ecossistema local de inovação de Santa Cruz do Sul

SAIBA MAIS

 

18 de Junho de 2021

Nem a crise segura o JK

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 07/06/2021 14:15

Sebrae RS lança novo podcast nas plataformas digitais

Sebrae RS Podcast 31/05/2021 11:15

Integrante do Conexão Pelotas, empreendedor se reinventa e cria novo espaço gastronômico

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: