Loading SEBRAE

Mais buscados: sei mei CREDITO CONSULTORIA boas praticas

Loading SEBRAE

Alimentos e Bebidas

Legislação

A garantia do consumidor

24/05/18
Roger Scherer Klafke

Roger Scherer Klafke

Coordenador Estadual de Alimento e Bebidas do SEBRAE RS

COMPARTILHE
As normas sobre alimentos e bebidas, além de buscarem proteger a saúde do consumidor, também visam garantir práticas legais de comércio

As indústrias de alimentos e bebidas fazem parte de um setor de produção essencial à população e, para garantir a qualidade do produto final que chega ao consumidor, existe uma vasta legislação, geral e específica, que regulamenta esse tipo de atividade. As normas sobre alimentos e bebidas, além de buscarem proteger a saúde do consumidor, também visam garantir práticas legais de comércio e direcionar a ação dos órgãos fiscalizadores do poder público.

No Brasil, a normatização de alimentos segue diretrizes internacionais através do Codex Alimentarius, que é um programa conjunto da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Ele foi criado em 1963 com o objetivo de estabelecer normas internacionais na área de alimentos, incluindo padrões, diretrizes e guias sobre Boas Práticas e Avaliação de Segurança e Eficácia.

Os principais órgãos legisladores sobre alimentos no Brasil são a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), que editam portarias e resoluções.

A garantia do consumidor

 

A legislação sobre alimentos busca garantir as chamadas Boas Práticas (BPs), que são medidas para assegurar que o Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC) funcione de modo eficaz. Elas trazem as condições operacionais e ambientais básicas para a produção de alimentos seguros e saudáveis. Dependendo da etapa da cadeia de produção na qual são introduzidas, recebem diferentes denominações, como Boas Práticas Agrícolas (BPA), de Produção (BPP), de Higiene (BPH), de Fabricação (BPF) e de Manipulação (BPM).

Ressalta-se que a legislação sanitária federal traz medidas em caráter geral, aplicáveis a todo tipo de indústrias de alimentos, e também específico, voltadas somente a indústrias de determinadas categorias de alimentos. Já os serviços de vigilância sanitária estaduais e municipais estabelecem normas complementares para tratar de aspectos sanitários específicos às suas localidades, desde que não contrariem normas federais.

Bebidas

Quanto à legislação específica sobre bebidas, esta é dividida em dois grupos: normas sobre o vinho e derivados da uva e do vinho (lei nº 7.678/1988, regulamentada pelo Decreto n° 8.198/2014); e normas relativas às demais bebidas em geral (lei nº 8.918/1994, regulamentada pelo Decreto nº 6.871/2009). Os aditivos e coadjuvantes de tecnologia permitidos em cada bebida e vinhos e derivados da uva e do vinho estão definidos em legislações específicas da Anvisa, salvo disposições contrárias definidas em normas do Mapa.

 

Veja também

Curso – Boas práticas para os serviços de alimentação

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

10 de Outubro de 2018

Empretec voltado para startups abre vagas em Santa Maria

SAIBA MAIS

 

09 de Outubro de 2018

Conhecimento sobre Marketing e Vendas

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 11/10/2018 14:12

Erechim recebe a terceira edição do Desafio de Moda

Sebrae RS Podcast 11/10/2018 14:11

Sebrae promove palestra sobre vendas em Erechim

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: