Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI mEI CREDITO Consultoria Boas praticas

Loading SEBRAE

Alimentos e Bebidas

Tecnologia

Transparência e rastreabilidade em alimentos e bebidas

atualizado em: 15/03/19
Roger Scherer Klafke

Roger Scherer Klafke

Coordenador Estadual de Alimento e Bebidas do SEBRAE RS

COMPARTILHE
Acredita-se que, em um futuro próximo, será possível avaliar a presença de pesticidas e confirmar se um produto é realmente orgânico ou não

A globalização e a complexidade das relações empresariais na cadeia produtiva de alimentos e bebidas possibilitam risco de segurança e fraudes na produção de alimentos (por exemplo, a lasanha de carne de cavalo na Europa). Algumas indústrias admitem que não possuem controle de todos os seus fornecedores. Apesar das soluções tecnológicas disponíveis para garantir transparência e rastreabilidade dos produtos do campo até a mesa do consumidor, os alimentos enfrentam uma crise de confiança em alguns países. Na França, 77% dos consumidores acreditam que a comida consumida seja ruim para a sua saúde. O percentual de americanos que acreditam nesse risco é de 55% e na China o número chega a 91% dos consumidores. Sobre os rótulos, quase metade dos americanos acham que não têm informações suficientes sobre um produto depois de ler o rótulo.

Diante da crescente demanda por transparência, várias ferramentas foram desenvolvidas para ajudar fabricantes e distribuidores a mostrar que não têm nada a esconder e que desejam desenvolver um diálogo aberto com seus clientes. Na França, a Fleury Michon lançou sua campanha #comeandcheck, recebendo consumidores, blogueiros e jornalistas em sua fábrica. A Nestlé fez um sorteio para clientes visitarem as fábricas, e na Dinamarca, a cooperativa Danish Crown oferece a possibilidade de clientes visitarem os frigoríficos.

Transparência e rastreabilidade em alimentos e bebidas

Para ampliar a relação de transparência entre a indústria e o consumidor existem aplicativos que oferecem mais informações do que os rótulos possuem, como o francês Open Food Facts e o Good Guide nos EUA. Alguns possuem um sistema de pontuação que avalia a qualidade nutricional, como o Yuka na França ou aspectos sociais e ambientais como o How Good nos EUA. Nos EUA, a Grocery Manufacturer Association lançou o SmartLabel, pelo qual os consumidores podem acessar via QR code informações detalhadas dos produtos.

Na China, para atender às preocupações com produtos lácteos, a empresa “Adopt a cow” oferece pelo QR code a possibilidade de monitorar a produção 24 horas por dia, por uma webcam e também visitas na fazenda. A Hershey está trabalhando com o software “Sourcemap” que fornece um mapa interativo para rastrear ingredientes desde o cultivo até a fábrica (como a colheita de grãos de cacau em Gana). Códigos de rastreamento na embalagem também fornecem informações adicionais, como a Aurora (empresa brasileira) que, inserindo o código da embalagem do leite, é possível conhecer as etapas de produção desde a ordenha até o produto que sai da fábrica.

A alemã Followfish possui uma rede de pescadores e piscicultores orgânicos em todo o mundo, promovendo a pesca sustentável. Com seus códigos de rastreamento, os consumidores podem rastrear o itinerário do produto, a data em que o peixe foi pescado, a identidade do pescador e o nome do barco. A realidade aumentada está começando a ser usada nas embalagens, como no leite Lactel Max, que ao focar o smartphone na embalagem, disponibiliza conteúdo sobre o produto. O grupo Poult, desenvolveu um logotipo interativo e animado na embalagem, fornecendo informações sobre o produto e ingredientes. Além disso, a Mars Food desenvolveu a plataforma Transparency-One que mapeia toda a cadeia de suprimentos e disponibiliza dados.

O “supermercado do futuro”, implementado pela Coop Italia, ampliou os selos de realidade que não exigem um smartphone. Na seção de frutas e verduras, o cliente coloca a mão no produto para poder ver instantaneamente a sua origem, o número de calorias, a lista completa de matérias-primas e sua origem e a pegada de carbono do produto.

Abrir as portas das indústrias para visitas é ótimo, mas nem sempre é possível. A realidade virtual pode entrar neste ponto, criando experiências de uma maneira divertida. A Coca-Cola oferece um tour virtual por meio de um aplicativo e de vídeos. O McDonald’s da Inglaterra lançou o “siga nossos passos”, onde clientes acompanham agricultores e fornecedores. A Nescafé utiliza a realidade virtual para passeios em uma de suas plantações de café no Brasil.

Blockchain para transparência e rastreabilidade

Sobre rastreabilidade, o blockchain, tecnologia de armazenamento e transmissão de informações descentralizada, transparente e segura, pode ser a saída. O Carrefour lançou a primeira blockchain de alimentos na Europa, com os seus frangos. Com o QR code escaneado é possível localizar a fazenda, o produtor e a ração consumida pelo frango. O Walmart montou um sistema blockchain em colaboração com a IBM, o gigante chinês de e-commerce JD.com usa blockchain para rastrear a produção e entrega de produtos.

A transparência agrega valor e garante autenticidade aos produtos, evitando problemas parecidos com o que ocorreu em restaurantes da Espanha que serviam peixes que não eram da mesma espécie descrita no cardápio. Em breve, testes genéticos (como o projeto FOODINTEGRITY) acabarão com esse problema, fazendo uso de scanners que analisam detalhadamente alimentos (como os desenvolvidos pelas empresas Scio e Tellspec). Acredita-se também que, em um futuro próximo, será possível até avaliar a presença de pesticidas e confirmar se um produto é realmente orgânico ou não, como o protótipo de equipamento desenvolvido pela empresa Inspecto de Israel.

Este texto é uma adaptação com tradução livre do estudo FutureLab 2030 apresentado na SIAL 2018.

Clique aqui para acessar o estudo.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

14 de Novembro de 2019

Vinte e sete empresas participam da Estação Moda RS na Feira Zero Grau, em Gramado

SAIBA MAIS

 

14 de Novembro de 2019

Startup Day reunirá cases bilionários em Porto Alegre

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 08/11/2019 16:01

Estão abertas as inscrições para participar da Feira de Hannover em 2020

Sebrae RS Podcast 07/11/2019 14:33

Programa de segurança do alimento credencia restaurantes de Santa Maria

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: