Loading SEBRAE

Mais buscados: sei MEI Credito Consultoria Boas praticas

Loading SEBRAE

Moda

Além da vitrine

Cinco dicas para vender mais com técnicas de visual merchandising

10/01/17
Fabiano Bassani Zortéa

Fabiano Bassani Zortéa

Coordenador estadual da Moda do SEBRAE RS.

COMPARTILHE
Com estratégias de merchandising, a sua loja ganha em organização, resultado de vendas e fidelização do cliente.

Da posição das araras à escolha dos detalhes da vitrine, o visual merchandising é uma ferramenta de marketing que tem como objetivo reforçar a identidade da marca aproximando-a do consumidor e, claro, melhorar os resultados do negócio. Todos os elementos do ponto de venda são trabalhados nesta abordagem: o layout, a posição do mobiliário, a iluminação, a disposição dos produtos, os espaços de circulação, enfim, a experiência completa do cliente.

O primeiro passo para um bom visual merchandising é definir a identidade da sua marca ou loja. O objetivo é fazer seu público-alvo se identificar com a sua loja e seus produtos. A consultora do Sindilojas (Sindicato dos Lojistas do Comércio de Porto Alegre), Silvia Rachewsky Lemos, elaborou cinco dicas para quem está planejando investir na técnica:

44_-gcomgind_moda_visualmerchandising_840x415

  1. Planejamento dos preços em destaque
    A combinação de peças nas vitrines precisa estar de acordo com o perfil de compra do seu cliente. “Se a sua loja atrai um público com poder aquisitivo um pouco menor e tu tens algumas peças de valores mais altos, não coloque todos os produtos mais caros na vitrine”, recomenda Silvia. Uma dica é compor o visual dos manequins para que o total das peças não ultrapasse o ticket médio da sua loja.
  2. Valorize o ambiente
    O espaço da sua loja pode ser sua marca registrada. Para a especialista, o cliente deve ser visto como uma visita e tratado com acolhimento: “De acordo com o seu espaço, crie locais para sentar, ofereça revistas e até mesmo crie uma área para as crianças, pensando em quem pode estar acompanhando o seu cliente”, ilustra. Apostar em fragrâncias suaves também contribui para gerar uma experiência marcante para o consumidor.
  3. Atenção à organização
    Loja desorganizada e mal planejada passa uma imagem de desleixo e deixa o seu cliente perdido. Atenção à limpeza é um ponto básico. Resista à tentação de deixar todos os produtos à mostra, fazendo uma seleção das peças que deseja destacar. Lembre-se que um dos seus objetivos é conduzir a atenção do comprador para determinados produtos.
  4. Cuide da sua vitrine
    Um erro comum é deixar a vitrine desatualizada. “Muitas vezes, o empreendedor pensa que só pode mudar a vitrine uma vez por semana, mas imagine que você montou uma vitrine com roupas de verão e, na mesma semana, a temperatura cai. O cliente vai sentir frio só de olhar para o manequim”, ilustra Silvia. A consultora esclarece que a solução pode ser simples: “Jogue uma jaquetinha no modelinho de verão. Isso já melhora a comunicação com o cliente”, sugere.
  5. Invista na sua capacitação
    Para elaborar boas estratégias, conhecimento na área é fundamental. Busque cursos, workshops e leituras para entender melhor as dinâmicas do mercado e, claro, definir boas políticas de acordo com as características próprias da sua empresa. Catálogos e revistas de moda podem até ajudar a dar um toque criativo na loja.

Veja também o Curso Online – Varejo de Moda – O Ponto de Venda como Experiência

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

22 de Junho de 2018

Arte no espaço Ágape, em Pelotas

SAIBA MAIS

 

22 de Junho de 2018

Mercopar já está com 70% dos espaços reservados

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 21/06/2018 18:01

Inscrições abertas para o Startup RS Digital

Sebrae RS Podcast 19/06/2018 16:08

Lajeado terá evento sobre gerenciamento de atestados em empresas

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: