Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei MEI credito consultoria boas praticas

Loading SEBRAE

Apicultura

Acesso a mercados

As principais dificuldades à comercialização na apicultura gaúcha

atualizado em: 25/09/18
Fabiano Nichele

Fabiano Nichele

Gerência Setorial do Agronegócio

COMPARTILHE
A apicultura gaúcha, apesar dos problemas detalhados neste contexto, é uma atividade viável que atende ao viés da sustentabilidade

Apesar da apicultura se apresentar favorável nos cenários mundial e nacional, e de o mercado estadual ter grandes perspectivas de crescimento, a apicultura gaúcha vem convivendo com limitações estruturais aliadas às dificuldades de acesso ao mercado, tecnologia e gestão.

Os canais para a comercialização da produção ainda são encontram limitados, a inserção das tecnologias e mesmo a gestão ainda são rudimentares. Porém, é consenso entre os apicultores de que há campo para crescer, e isso pode ocorrer a partir do momento em que as associações e cooperativas entenderem que é necessária uma gestão profissionalizada, o que vai permitir que ocorra a prospecção de compradores de maior envergadura e, consequentemente, proporcionará uma situação favorável para que os apicultores invistam mais em tecnologia e gestão, aumentando assim sua produção e a qualidade do produto mel.

Outro aspecto que tem influência direta na comercialização é a falta de um programa de marketing para divulgação dos produtos apícolas. Na maioria das vezes essas ações são pontuais, o que contribui para o baixo consumo per capta de mel no Brasil e regional (média de 80 gramas nacional e 120 gramas regional).

As principais dificuldades à comercialização na apicultura gaúcha

Para aumentar a comercialização e o consumo é necessário um programa de marketing para divulgação dos produtos apícolas com ênfase na importância do mel como alimento; degustação de alimentos feitos com mel; divulgação de produtos como cosméticos e aromatizantes de mel; entre outros. Essas campanhas devem ser direcionadas a vários tipos de consumidores, tais como estudantes, professores, funcionários de empresas públicas e privadas e consumidores em geral.

Diante disso, podemos concluir que a apicultura gaúcha, apesar dos problemas detalhados neste contexto, é uma atividade viável que atende ao viés da sustentabilidade, pois é capaz de promover a inclusão social, viabilizar a melhoria da qualidade de vida do apicultor no campo e sem comprometer o meio ambiente.

A apicultura ao longo dos anos tem sido uma atividade desenvolvida basicamente por pequenos e médios produtores rurais, que viram nessa atividade a possibilidade de melhoria da renda familiar, e constatamos que em algumas regiões do Estado esta atividade representa a principal fonte de renda das atividades agropecuárias.

Existem diversas organizações que atuam com este tema, assim possibilitando o acesso do apicultor a diversos canais, bem como atendimento online e cursos a distância.

 

Veja também:

[Vídeo]

Apicultura – Mercado

A websérie Novo Agronegócio destina-se a produtores rurais que buscam diversificar a produção pelo ingresso em novas atividades do agronegócio. Confira o vídeo apresentado por especialista, que aborda a temática de mercado.

ACESSE

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

18 de Novembro de 2019

Evolução tecnológica acelerada vai mudar o perfil dos donos de negócios na próxima década

SAIBA MAIS

 

14 de Novembro de 2019

Sebrae RS e Sicredi assinam convênio para incentivar empreendedorismo

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 14/11/2019 16:53

Caxias do Sul recebe seminário Junta Digital do Sebrae-RS

Sebrae RS Podcast 14/11/2019 16:48

Sebrae RS terá estande coletivo de moda na feira Zero Grau, em Gramado

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: