Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI Mei CREDITO Consultoria BOAS PRATICAS

Loading SEBRAE

Apicultura

Acesso a mercados

As principais dificuldades à comercialização na apicultura gaúcha

atualizado em: 25/09/18
Fabiano Nichele

Fabiano Nichele

Gerência Setorial do Agronegócio

COMPARTILHE
A apicultura gaúcha, apesar dos problemas detalhados neste contexto, é uma atividade viável que atende ao viés da sustentabilidade

Apesar da apicultura se apresentar favorável nos cenários mundial e nacional, e de o mercado estadual ter grandes perspectivas de crescimento, a apicultura gaúcha vem convivendo com limitações estruturais aliadas às dificuldades de acesso ao mercado, tecnologia e gestão.

Os canais para a comercialização da produção ainda são encontram limitados, a inserção das tecnologias e mesmo a gestão ainda são rudimentares. Porém, é consenso entre os apicultores de que há campo para crescer, e isso pode ocorrer a partir do momento em que as associações e cooperativas entenderem que é necessária uma gestão profissionalizada, o que vai permitir que ocorra a prospecção de compradores de maior envergadura e, consequentemente, proporcionará uma situação favorável para que os apicultores invistam mais em tecnologia e gestão, aumentando assim sua produção e a qualidade do produto mel.

Outro aspecto que tem influência direta na comercialização é a falta de um programa de marketing para divulgação dos produtos apícolas. Na maioria das vezes essas ações são pontuais, o que contribui para o baixo consumo per capta de mel no Brasil e regional (média de 80 gramas nacional e 120 gramas regional).

As principais dificuldades à comercialização na apicultura gaúcha

Para aumentar a comercialização e o consumo é necessário um programa de marketing para divulgação dos produtos apícolas com ênfase na importância do mel como alimento; degustação de alimentos feitos com mel; divulgação de produtos como cosméticos e aromatizantes de mel; entre outros. Essas campanhas devem ser direcionadas a vários tipos de consumidores, tais como estudantes, professores, funcionários de empresas públicas e privadas e consumidores em geral.

Diante disso, podemos concluir que a apicultura gaúcha, apesar dos problemas detalhados neste contexto, é uma atividade viável que atende ao viés da sustentabilidade, pois é capaz de promover a inclusão social, viabilizar a melhoria da qualidade de vida do apicultor no campo e sem comprometer o meio ambiente.

A apicultura ao longo dos anos tem sido uma atividade desenvolvida basicamente por pequenos e médios produtores rurais, que viram nessa atividade a possibilidade de melhoria da renda familiar, e constatamos que em algumas regiões do Estado esta atividade representa a principal fonte de renda das atividades agropecuárias.

Existem diversas organizações que atuam com este tema, assim possibilitando o acesso do apicultor a diversos canais, bem como atendimento online e cursos a distância.

 

Veja também:

[Vídeo]

Apicultura – Mercado

A websérie Novo Agronegócio destina-se a produtores rurais que buscam diversificar a produção pelo ingresso em novas atividades do agronegócio. Confira o vídeo apresentado por especialista, que aborda a temática de mercado.

ACESSE

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

17 de Janeiro de 2020

Prazo para regularização do Simples Nacional termina 31 de janeiro

SAIBA MAIS

 

17 de Janeiro de 2020

Pequenas empresas gaúchas comercializam R$ 2,84 milhões na Coumoroda

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 08/01/2020 15:30

Estande Estação Moda RS na Feira Couromoda

Sebrae RS Podcast 17/12/2019 18:40

Sebrae RS inaugura Sala Coworking em Santo Ângelo

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: