Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI mei credito consultoria Boas praticas

Loading SEBRAE

Apicultura

Mercado

Mel argentino abre oportunidade para comércio de produtos das colmeias brasileiras

atualizado em: 13/11/18
Aroni Sattler

Aroni Sattler

Eng. Agrônomo, Mestre em Ciências, Professor Faculdade de Agronomia UFRGS

COMPARTILHE
A principal prioridade no momento é a organização do setor para oferecer produtos em quantidade, qualidade e periodicidade tanto para o mercado nacional como internacional

Clique no play acima para ouvir o conteúdo!

Recentemente, o segmento apícola brasileiro foi colhido de surpresa com a informação vinda da Argentina de que estaria autorizada a exportação de mel envazado para o Brasil. Segundo o Ministro de Agroindústria daquele país (www.agroindustria.gob.ar), depois de dez anos de trabalhos técnicos e negociações, mediante um modelo de certificação sanitária internacional, o Brasil teria autorizado a importação de mel argentino. Questionado por setores da cadeia apícola brasileira, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) não só confirmou a informação para mel envazado como também para o produto a granel e que a barreira sanitária estabelecida desde 1994 permite a importação desde que respeitado o modelo de certificação sanitária internacional.

Assim, percebe-se que a posição brasileira oficial para o comércio internacional deste e de outros produtos das colmeias passa a demandar posições firmes e claras a respeito do assunto, incluindo uma nova estratégia em todos os segmentos da cadeia produtiva que contemplem não só o mel, mas todos os outros produtos das colmeias.

Adaptar produção de mel e derivados

Assim teríamos que rever, adaptar e modernizar a proteção ambiental, incrementando as espécies botânicas de interesse apícola; a formação e a profissionalização dos apicultores; a aplicação de manejos visando uma maior produção, produtividade e qualidade, não só do carro-chefe (mel), mas especialmente da própolis e do pólen apícola.

Na outra ponta da cadeia está a comercialização que obedece a regras internacionais da oferta e da procura e para as quais só um segmento muito bem organizado pode oferecer opções competitivas como é o nosso mel isento de contaminantes e com facilidade para atender os requisitos de um produto orgânico.

Assim, creio que a principal prioridade no momento é a organização do setor para que possamos oferecer produtos em quantidade, qualidade e periodicidade tanto para o mercado nacional como internacional. Desta forma o desafio da concorrência do mel argentino no mercado brasileiro passa a ser uma grande oportunidade de negócios para a apicultura brasileira.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

18 de Outubro de 2019

Sebrae RS terá programação especial na MOSTRATEC 2019

SAIBA MAIS

 

16 de Outubro de 2019

Sebrae RS lança iniciativa de soluções dinâmicas para empreendedorismo

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 17/10/2019 12:24

Coworking é inovação da nova Unidade de Atendimento do Sebrae em Santo ngelo

Sebrae RS Podcast 16/10/2019 11:24

Sebrae RS realiza 1º Hackathon da Saúde em Rio Grande

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: