Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei MEi CRÉDITO consultoria Boas praticas

Loading SEBRAE

Leis e Normas

Compras governamentais

Fomento do desenvolvimento econômico pelo processo de aquisição pública

atualizado em: 07/12/18
Fernanda Camila Dall'Agnol

Fernanda Camila Dall'Agnol

Gestora de Políticas Públicas Sebrae RS

COMPARTILHE
Incentivar o empreendedoris- mo via compras públicas é impulsionar a criação de oportunidades de crescimento econômico

Os órgãos públicos precisam adquirir bens, obras e serviços para atendimento das demandas dos cidadãos. Nesse processo devem ser aplicados princípios constitucionais como a legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. Mas sabemos que na maioria dos municípios a administração pública é o maior empregador e possui o maior orçamento.

Visando à inovação no processo de compras públicas, os órgãos governamentais têm buscado novas metodologias. A Câmara dos Deputados, por exemplo, lançou o Lab-Comp, primeiro laboratório de compras públicas da América Latina, que pretende ser uma incubadora de boas práticas. Já o Governo Federal criou a Rede Nacional de Compras Públicas (RNCP), que pretende integrar as unidades de compras e promover a profissionalização de agentes de licitação. A Rede busca integrar informações para o aperfeiçoamento, modernização e maior eficiência das compras públicas.

A legislação brasileira é ampla e burocrática, mas ao longo do tempo podemos observar algumas inovações na busca da eficiência em relação às compras governamentais. Tais inovações permitem ampliar o poder de compra local e regional pela utilização de novos procedimentos, como a licitação exclusiva até R$ 80 mil para micro e pequenas empresas, o empate ficto, maior prazo para regularidade fiscal e a subcontratação para obras e serviços.

As normas trazidas pelo Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte foram guiadas por iniciativas internacionais, como a dos Estados Unidos, que concedem tratamento diferenciado aos contratos governamentais. O Japão optou por criar uma Agência da Pequena Empresa, que tem como objetivo desenvolver a economia local e nacional e incluir as pequenas empresas nas compras governamentais.

Dessa forma, os órgãos públicos devem compreender o uso do poder de compra como forma de garantir o crescimento econômico, pois a aquisição pública pode ser um dos maiores indutores do desenvolvimento.

Aquisição pública com transparência

O grande desafio para fomentar o desenvolvimento econômico local no processo de aquisição pública é garantir legalidade, isenção, menor preço, produtos de qualidade, ampla disputa, transparência e celeridade sem excluir os pequenos negócios da concorrência de maneira igualitária. Assim, o poder de compras governamentais se torna instrumento efetivo de indução do empreendedorismo.

Atualmente a Lei n° 8.666/1993 é o instrumento jurídico que, somado à Lei complementar n° 123/2006, orienta sobre a aplicação dos benefícios para as micro e pequenas empresas. Ainda há o Decreto nº 8.538, de 6 de outubro de 2015, que especifica o que deve ser utilizado como critério de localidade e regionalidade.

Em algumas localidades os empresários mostram resistência em participar das licitações em razão das ocorrências de atraso no pagamento. Portanto, para o sucesso de uma política local de compras, é importante que a prefeitura adote um calendário fiel de pagamentos. Outra ação é mapear o que é comprado e divulgar o plano anual de compras do município, assim os empreendedores poderão se organizar para participar.

O comércio local também se beneficia indiretamente, com o aumento da circulação do dinheiro no município. Mais pessoas consumindo resulta em uma economia mais dinâmica, mais emprego, mais tributos e novos investimentos.

Por meio de dados do Tribunal de Constas do RS, observamos que os municípios de nosso estado movimentam mais de R$ 11 bilhões por ano. Desse volume, 21% foram adquiridos de micro e pequenas empresas, porém, somente 10% de pequenos negócios do RS.

Incentivar o empreendedorismo via compras públicas é impulsionar a criação de oportunidades de crescimento econômico, e o Sebrae possui soluções que podem auxiliar o poder público na implementação de um processo de aquisição que beneficie as micro e pequenas empresas.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

17 de Maio de 2019

Semana do MEI 2019 aborda marketing digital

SAIBA MAIS

 

17 de Maio de 2019

Guri de Uruguaiana na Semana do MEI 2019

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 16/05/2019 14:02

Sebrae leva 32 empresas para o Salão Internacional do Couro e Calçado em Gramado

Sebrae RS Podcast 16/05/2019 13:54

MPEs apoiadas pelo Sebrae RS participam da NRA Show em Chicago

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: