Loading SEBRAE

Mais buscados: sei mei credito CONSULTORIA boas práticas

Loading SEBRAE

Economia Criativa

Padrões inovadores

O exemplo da moda nas tendências da nova economia

atualizado em: 24/07/18
Amanda Paim

Amanda Paim

Coordenadora Estadual da Economia Criativa e Turismo do SEBRAE RS

COMPARTILHE
Há um crescimento das micro e pequenas empresas formadas por designers de moda na indústria criativa do RS, que propõem novas marcas e buscam espaço no mercado tradicional

Clique no play acima para ouvir o conteúdo!

Dentro das tendências da chamada economia criativa, uma das que mais têm destaque é a moda. Desafiadora dos padrões vigentes, ela nos remete às formas pela quais as pessoas expressam seus valores culturais e seu espírito de inovação e renovação. É uma linguagem que permite diálogo, aproximações e distinções entre grupos de pessoas e tribos compartilhando dos mesmos gostos, crenças e valores que se espalham pelo mundo com a globalização proporcionada pela conexão online. Há um crescimento perceptível das micro e pequenas empresas formadas por designers de moda na indústria criativa do Rio Grande do Sul, que procuram novos modos de atuação no mercado.

A moda, enquanto setor da economia, concebe produtos e informações que expressam os valores de seu tempo e espaço. Em Porto Alegre, há o surgimento de marcas autorais que expressam a cultura da sustentabilidade, de um tempo lento, contemplativo, que valoriza todos os atores envolvidos no processo produtivo, segundo analisa Karine Freire, coordenadora e pesquisadora do PPG Design da Unisinos e professora do bacharelado em moda.

Para ela, a economia criativa se manifesta pela sensibilidade de seus atores, que interpretam de diferentes modos as características atuais do mercado e desenvolvem produtos e informações que valorizam as pessoas e o ambiente, com produtos feitos para durar. A economia criativa tem por base a inovação, a imaginação, a troca de conhecimento e o desenvolvimento de tecnologias. Também é plataforma para a transformação das empresas e modelos de negócio do mundo contemporâneo, que afetam o modo como as pessoas vivem, trabalham, se comunicam e se entretêm.

O design, enquanto cultura capaz de gerar valor econômico, social, cultural e ambiental, entrou nas organizações para projetar novos modelos de negócios e inovadores modos de ação. O design estratégico projeta e materializa o valor da organização no âmbito das suas relações com parceiros, clientes, funcionários, comunidade local, entre outros.

O exemplo da moda nas tendências da nova economia 1

Dentro desse contexto, Karine explica que há um crescimento das micro e pequenas empresas formadas por designers de moda na indústria criativa do Rio Grande do Sul. Esses criativos começam a propor novas marcas e tentam ganhar espaço no mercado tradicional. Existem eventos como a Open Design e o ModAut, que dão visibilidade a esses novos criadores. Outro exemplo é a Pandorga, que fez isso por muito tempo em uma loja física e agora passa a atuar com novos contextos e perspectivas.

Uma das possibilidades é que as empresas tradicionais possam se ressignificar e encontrar novas formas de atuação no mercado. Para Karine, este será o único caminho para a sobrevivência no mundo contemporâneo, a contínua reinvenção.

 

Veja também

Vídeo: Meu negócio em dia marketing digital. Clique aqui

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

14 de Novembro de 2019

Sebrae RS e Sicredi assinam convênio para incentivar empreendedorismo

SAIBA MAIS

 

14 de Novembro de 2019

Vinte e sete empresas participam da Estação Moda RS na Feira Zero Grau, em Gramado

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 14/11/2019 16:53

Caxias do Sul recebe seminário Junta Digital do Sebrae-RS

Sebrae RS Podcast 14/11/2019 16:48

Sebrae RS terá estande coletivo de moda na feira Zero Grau, em Gramado

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: