Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI Mei Crédito consultoria Boas praticas

Loading SEBRAE

Metalmecânico

Desempenho

Como utilizar corretamente o funil de vendas na indústria

09/10/18
Fabiano Cislaghi Dallacorte

Fabiano Cislaghi Dallacorte

Coordenador estadual do Metalmecânico e Energia do SEBRAE RS.

COMPARTILHE
É importante que a empresa estruture um processo simples para monitor o seu funil, concentrando-se nos conceitos básicos para a eficácia da supervisão das vendas

O Funil de Vendas é um mecanismo utilizado para mostrar a jornada do consumidor ao conhecer seus produtos e serviços. O funil deve ser personalizado, afinal, cada indústria possui um processo de vendas. O processo direciona as tomadas de decisões e gera um ciclo para tomada de decisões e nova abordagens sobre os produtos. É importante que a empresa estruture um processo simples para monitor o seu funil, concentrando-se nos conceitos básicos para a eficácia da supervisão das vendas.

O consultor empresarial Fabricio Carlson Magayevski salienta que as métricas básicas para um funil de vendas ou processo comercial simples podem ser divididas em quatro etapas: número de novas oportunidades, número de oportunidades qualificadas, número de orçamentos ou propostas emitidas e número de vendas efetivas em determinado período. É preciso dedicar um tempo para acompanhar o funil, com reuniões diárias com as partes interessadas do negócio e repasses sobre i que entrou de novas oportunidades, o que qualificou no funil, número de orçamentos gerados e status de vendas, gerando uma disciplina sobre o processo.

Como utilizar corretamente o funil de vendas na indústria

O especialista enumera as principais métricas que o gestor deve, obrigatoriamente, acompanhar:

  1. Número de novas oportunidades de negócios: é fácil deixar o funil de vendas estagnado ou vazio quando existem muitas oportunidades para trabalhar e propostas para emitir e para participar de dezenas de reuniões. Mas o que acontece quando chegamos ao final disso tudo? Qual é o próximo passo? Se deixarmos o topo do funil vazio, não teremos nada para trabalhar e, consequentemente nenhuma oportunidade para vender.
  2. Ticket médio: é muito importante, uma vez que mostra o quanto a área de vendas está produzindo em faturamento durante determinado período.
  3. Taxa de conversão: cabe ao gestor comercial observar o percentual médio de negócios de sucesso e trabalhar como exatamente pode aumentar as taxas de fechamento. Aqui a chave para o sucesso é compreender que o cliente tem um problema e que a empresa tem a solução para esse problema. Dito isso, tudo que a empresa precisa é ajudar o seu cliente a chegar a uma solução.
  4. Ciclo de vendas ou velocidade das vendas: a velocidade das vendas é o tempo médio em que as ofertas demoram até que o vendedor ganhe a venda. Essa, provavelmente, deve ser a única métrica de vendas que todo gestor comercial quer diminuir sempre. Quanto mais curto o ciclo de vendas, maior a receita. Para isso, defina os prazos com o seu cliente, deixe claro quando vocês vão falar sobre o andamento da proposta e sobre a apresentação e deixe claros os próximos passos.

 

Veja também:

[Palestra Online]

Descomplicando o marketing digital

Nesta palestra, apresentamos os conceitos básicos do novo marketing: como atrair oportunidades de negócios usando o funil de vendas e ferramentas de marketing digital.

ACESSE

 

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

15 de Fevereiro de 2019

Sebrae RS terá estande coletivo na Expodireto Cotrijal 2019

SAIBA MAIS

 

14 de Fevereiro de 2019

Nova edição do Empretec chega a Rio Grande

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 13/02/2019 10:00

Sebrae RS lança Empretec com workshop em Rio Grande

Sebrae RS Podcast 13/02/2019 09:56

Sebrae capacita empresas que participam de revitalização em Novo Hamburgo

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: