Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei MEI credito consultoria Boas praticas

Loading SEBRAE

Finanças

Cobrança

Como evitar a inadimplência e cobrar inadimplentes

atualizado em: 24/07/19
Saulo Roberto Henrich Morschel

Saulo Roberto Henrich Morschel

Especialista Sebrae

COMPARTILHE
São muitos os motivos que acabam fazendo com que uma empresa se torne inadimplente e corra até o risco de fechar as portas

A inadimplência entre as micro e pequenas empresas (MPEs) vem evoluindo em um ritmo crescente, e este é um quadro bastante preocupante. Segundo dados da Serasa Experian, o número de MPEs inadimplentes bateu recorde em abril, superando 5,4 milhões. O número é pouco maior do que o de março (5,38 milhões) e supera ainda mais o mesmo mês do ano passado (5,08 milhões).

O setor que mais sofreu foi o de serviços, que teve 10,9% de aumento em comparação com abril de 2018, contra 2,7% da indústria e 2,6% do comércio. A Região Sul apresentou a segunda maior taxa de inadimplentes (15,8%), ficando atrás somente da Região Sudeste (54,7%). O Rio Grande do Sul foi o quinto Estado com maior percentual de aumento (8,1%), somando 326.406 MPEs inadimplentes em abril, contra 301.841 no mesmo mês do ano passado.

De acordo com especialistas da Serasa Experian, “a inadimplência dos micro e pequenos empreendedores continua a crescer devido ao baixo desempenho da economia nos primeiros meses de 2019. Este movimento impacta as vendas, que diminuem o fluxo de caixa e prejudicam a receita, fazendo com que deixem de honrar seus compromissos financeiros”.

Mas por que a inadimplência é tão negativa?

Em primeiro lugar, a empresa pode ser incluída no cadastro de inadimplentes, que significa que, em qualquer dívida que expirar, o credor já pode entrar em contato com entidades de proteção ao crédito para denunciar o atraso no pagamento.

Ao ser negativado nessas instituições, o CNPJ de sua empresa será consultado sempre que alguém for fazer alguma transação com ela, podendo até impedi-la de efetivar uma compra ou conseguir um financiamento, por exemplo. Outras dificuldades também acompanham essas: impedimento de alugar imóveis, de abrir contras em banco e até de usar cheques, entre outras.

E o problema pode ser ainda maior, se os credores entrarem com ações judiciais, que, em casos extremos, podem acabar com penhora de bens e até intervenção na empresa para quitação das dívidas.

Se seu caso é este, então é melhor se planejar e buscar pagar as dívidas mais importantes, negociando com os credores, se for possível, e evitando ser negativado ou chegar até as vias judiciais. Dessa forma, você evita problemas maiores, ganha reputação e mantém um bom clima para continuar seus negócios.

 

Buscar inadimplentes para não se tornar inadimplente

Há dois lados dessa moeda: de um lado, clientes ficam inadimplentes com sua empresa, não honrando compromissos. De outro, se suas finanças ficarem extremamente negativas (em parte por causa dessa inadimplência dos clientes), sua empresa é que poderá se tornar inadimplente. Então tudo isso pode se tornar um círculo vicioso.

São muitos os motivos que acabam fazendo com que uma empresa se torne inadimplente e corra até o risco de fechar as portas. Weslei Poian, gerente de Produtos da Serasa Experian, fala em uma palestra online gratuita do Sebrae sobre essa questão.

Ele alerta que as empresas deixam de existir devido à conjuntura econômica, mas também por despreparo ou falta de planejamento dos empreendedores – o que, em última análise, acaba levando o negócio a se tornar inadimplente, insolvente e, por fim, a fechar as portas.

Ele cita levantamento do Sebrae com empresas que fecharam que mostra que 46% dos entrevistados não sabiam o número de clientes que teriam e os hábitos de consumo deles; 39% não sabiam qual capital de giro necessitariam para abrir o negócio; e que 38% não sabiam o número de concorrentes que teriam, entre outras informações importantes.

Contra a falta de conhecimento desses dados essenciais, as únicas armas são a formação (em cursos preparatórios e consultorias do Sebrae, por exemplo) e informação (estudar todos os aspectos do negócio antes de iniciá-lo). E com o empreendimento em andamento, um processo que muitas vezes é negligenciado e que pode trazer ótimo retorno é o de Cobrança, conforme sugere Weslei.

Um bom processo de cobrança faz com que a empresa tenha menor probabilidade de ficar inadimplente, pois vai justamente atrás de quem está inadimplente com a sua empresa e injeta capital aparentemente perdido ou imobilizado direto nas finanças do negócio.

Outra vantagem é que uma empresa com esse processo de cobrança estruturado e funcional pode arriscar mais e ganhar vantagem sobre a concorrência, pois consegue aceitar clientes de maior risco.

 

Infográfico e palestra gratuitos

Se você está preocupado com suas finanças e quer fortalecê-las, pode querer dar um upgrade em seu processo de cobrança. E o Sebrae RS tem dois produtos gratuitos que podem ajudá-lo nesse processo.

Um deles é o infográfico “Inadimplência – O que fazer?”, que traz informações úteis e dicas para empresários com interesse em saber como evitar e reduzir inadimplência de seus clientes.

Acesse o infográfico aqui.

 

Outro é a palestra online “Deixe de perder dinheiro e saiba como cobrar seus clientes da maneira certa”, com Weslei Poian, da Serasa Experian, que dá uma aula sobre conceito de cobrança, desafios, decisões, estratégia e segmentação para conseguir reduzir a inadimplência por parte dos clientes.

Acesse a palestra aqui.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

23 de Agosto de 2019

Espaço Juntos para Competir receberá produtores rurais

SAIBA MAIS

 

22 de Agosto de 2019

Conheça as empresas selecionadas para a Feira Anuga

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 21/08/2019 17:22

Sebrae-RS promove encontros com quem pretende abrir uma Empresa Simples de Crédito

Sebrae RS Podcast 21/08/2019 17:19

Sebrae-RS realiza seminários sobre Empresas Simples de Crédito

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: