Loading SEBRAE

Mais buscados: sei MeI credito Consultoria BOAS PRATICAS

Loading SEBRAE

Empreendedorismo

Novas relações

Economia colaborativa: a nova era da cooperação

atualizado em: 20/12/19
SEBRAE RS

SEBRAE RS

Redação

COMPARTILHE
Também conhecida como compartilhada ou em rede, a economia colaborativa muda a forma como praticamos as relações de consumo

As relações de trabalho e de consumo vêm mudando. E dentro desse contexto já é bastante difundido o conceito de economia colaborativa, ou cooperação 2.0. É um tipo de mercado em que, mais do que somente gerar lucro, o que interessa é estabelecer uma relação de ganha-ganha entre as partes, ou seja, em que ganham clientes e empresas. O modo mais eficaz de fazer isso é com empresas e pessoas unindo esforços e/ou compartilhando recursos para cooperar em busca de negócios mais sustentáveis e com custos mais acessíveis.

Também conhecida como compartilhada ou em rede, a economia colaborativa muda a forma como praticamos as relações de consumo, pois parte da conscientização de que tanto empresas quanto clientes fazem parte de uma sociedade, e que todos podem e devem ter acesso facilitado a produtos e serviços. Nesse sentido, a sustentabilidade vem como algo natural, visto que o compartilhamento de recursos ajuda na preservação do meio ambiente e traz mais qualidade de vida às cidades como um todo.

Economia colaborativa em números

Para se ter uma ideia, a receita anual global desse mercado é de US$ 15 bilhões; e US$ 335 bilhões é a previsão de receita anual global em 2025. No Brasil, pesquisa da PWC indicou que o compartilhamento deverá representar 30% do PIB de serviços nos próximos anos; e pesquisa do SPC e CNDL mostrou que 40% dos brasileiros já trocaram hotéis por residências de terceiros.

Já há empresas colaborativas em diversos segmentos, como transporte/mobilidade (Uber,  Perpe, Bike Sampa, Grin, Yellow, Waze Sampa); hospedagem (AirBnB, Couchsurfing); alimentação saudável e combate ao desperdício (Farmsquare, Tribo Viva); cultura/entretenimento (Spotify, Youtube, Wikipedia); financiamentos e empréstimos coletivos (Kickstarter, Apoia.se, Catarse, Kiva), e coworks em geral em diversos setores.

Tipos de negócios na economia colaborativa

Para quem se interessa em entrar no empreendedorismo dentro da economia colaborativa, é bom entender alguns tipos de negócios desse segmento:

1 – Sistema de Compartilhamento de Produtos e Serviços

O que o consumidor compra é o benefício do produto, não o produto em si. Por exemplo, Airbnb.

2 – Mercado de redistribuição de produtos

Alternativa à reciclagem de produtos, baseia-se na venda e consumo de produtos usados e seminovos. Exemplos são o Ebay, Mercado Livre e Enjoei.

3 – Lifestyle colaborativo

O estilo de vida colaborativo se baseia no compartilhamento de recursos e troca de bens intangíveis, como tempo e habilidades. Exemplo: plataforma Bliive, onde as pessoas trocam aprendizados.

Insights para quem quer empreender na economia colaborativa

Motivação

Buscar algo que estimule pessoalmente o empreendedor traz propósito e o sucesso pode vir com mais facilidade.

Resolver problemas

O espírito do colaborativismo é gerar trabalho, renda e, além disso, aproveitar para resolver questões problemáticas da sociedade. Por exemplo, reduzir o número de carros nas ruas, reduzir o desperdício de alimentos, reciclar e reaproveitar materiais e produtos. São muitos os caminhos.

Realizar o trabalho de forma diferenciada

Com modelos de negócio diferentes aparecendo a todo momento, colocar ideias inovadoras é um dos grandes atrativos da nova economia, lembrando que atualmente as pessoas não consomem apenas produtos ou serviços, mas experiências boas e positivas.

Alcance

Modelos com alcance escalável podem crescer mais e ter maior sucesso. A tecnologia, como os apps, e as redes sociais estão aí para encurtar as distâncias e facilitar o relacionamento entre as partes.

Aja em rede

Colaborar sozinho não é possível. Sócios e parceiros com diferentes expertises podem fazer com que o negócio para alavancar o negócio.

Para se aprofundar na economia colaborativa

A economia colaborativa está em franca ascensão, e é um caminho para gerar negócios e trazer uma nova consciência para a sociedade. Se você se interessa em entrar nesse mercado, ou se já tem um empreendimento e quer adaptá-lo para esse novo conceito, baixe gratuitamente o e-book “Economia Colaborativa: a Nova Era da Cooperação”.

Sobre a publicação

Objetivo

Sensibilizar e estimular os empresários a desenvolverem ou adaptarem seus negócios no modelo da economia colaborativa.

Público-Alvo

  • Potencial empresário
  • Microempresa
  • Empresa de pequeno porte
  • Microempreendedor individual

Conteúdo

  • Ganha-ganha colaborativo
  • Economia Colaborativa: a cooperação 2.0
  • Escassez X Abundância
  • Tipos de negócios colaborativos
  • Rede de confiança
  • O mundo está mudando – e a forma de fazer negócios também
  • Tecnologia a favor da colaboração
  • Segmentos na Economia colaborativa
  • Como aplicar a economia colaborativa
  • Não tem um negócio ainda?
  • Já tem um negócio?

Quer saber mais?

Baixe aqui gratuitamente: “Economia Colaborativa: a Nova Era da Cooperação”

 

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

21 de Janeiro de 2020

Plataforma conecta pequenos negócios de design e arquitetura com potenciais clientes

SAIBA MAIS

 

20 de Janeiro de 2020

Gosto por limpeza e organização vira negócio bem-sucedido

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/01/2020 10:20

Sebrae RS desenvolve o projeto Gastronomia de Experiência na Serra Gaúcha

Sebrae RS Podcast 20/01/2020 10:16

Sebrae RS seleciona empresas para Imersão NRA Show Chicago 2020

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: