Loading SEBRAE

Mais buscados: MEi SEI Crédito Consultoria boas praticas

Loading SEBRAE

Impactos Coronavírus

Finanças

Fluxo de caixa é essencial para enfrentar a crise do Coronavírus

atualizado em: 19/03/20
Saulo Roberto Henrich Morschel

Saulo Roberto Henrich Morschel

Especialista Sebrae

COMPARTILHE
Esse momento gera impacto na saúde financeira dos pequenos negócios e exige muito controle sobre as finanças.

O Coronavírus, uma família de vírus que causam infecções respiratórias foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China e provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19). O avanço do Coronavírus, passando a ser uma pandemia, exige medidas de prevenção necessárias para controle da doença. Esse momento gera impacto na saúde financeira dos pequenos negócios e exige muito controle sobre as finanças, identificando todas as despesas e avaliando possibilidade de redução de custos ou renegociação de prazos.

Fique atento às iniciativas do governo para apoiar os pequenos negócios, como por exemplo o pacote apresentado com o adiamento da parte da União no recolhimento do imposto do Simples Nacional, pelo período de três meses, o que vai corresponder a uma renúncia temporária de R$ 22,2 bilhões. A medida vai beneficiar aproximadamente 4,9 milhões de empresas, que são optantes do regime tributário, e o pagamento dos impostos será adiado para o segundo semestre deste ano. Além disso, está sendo postergado, por três meses, o prazo que as empresas têm para o pagamento ao FGTS.

Fluxo de caixa é essencial para enfrentar a crise do Coronavírus 1

Falando do caixa da sua empresa, você sabe o quanto essa crise irá impactar?

Espera-se um impacto significativo no caixa dos pequenos negócios e para isso, o controle financeiro é essencial. O instrumento do fluxo de caixa auxilia nesta gestão, pois é possível fazer um planejamento e controle das entradas e desembolsos em um período.

Com a utilização do fluxo de caixa, é possível avaliar o saldo disponível e identificar a necessidade de capital de giro.

Para utilização da ferramenta, siga as dicas:

  1. Identifique quais são as contas a receber e a pagar, conforme compromissos já assumidos ou previstos para próximos períodos.
  2. Estime despesas para próximos meses, considerando sazonalidade das contas e o cenário atual.
  3. Lance valores de contas a receber de acordo com o novo cenário, fazendo previsão mais conservadora.

Se o saldo for negativo em algum dos períodos futuros, avalie possibilidade de renegociação de prazos ou formas de aporte de capital de giro, evitando que a empresa não tenha condições de honrar com seus compromissos, ou seja, sem liquidez.

Clique aqui e acesse a ferramenta e implemente em sua empresa!

 

Saulo Henrich Morschel, especialista Sebrae 

 

Acompanhe notícias do Governo Federal sobre ações para reduzir impactos clicando aqui e aqui

 

 

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

01 de Abril de 2020

Fundo do Sebrae vai viabilizar financiamentos de até R$ 12 bilhões em crédito para micro e pequenas empresas

SAIBA MAIS

 

01 de Abril de 2020

Mobilização do Sebrae RS resulta em 37 mil atendimentos em menos de 15 dias

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 26/02/2020 15:15

Mercado para micro e pequenas empresas é favorável no país

Sebrae RS Podcast 26/02/2020 14:40

Scanner Sebrae possibilita autoavaliação das empresas

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: