Loading SEBRAE

Mais buscados: sei MEI crédito CONSULTORIA boas praticas

Loading SEBRAE

Estratégia

Pontos de atenção

Os cinco obstáculos do planejamento estratégico

11/07/18
Rogério Gava

Rogério Gava

Consultor SEBRAE

COMPARTILHE
Muitas vezes se esquece, mas o elemento humano é o ponto crítico de todo o processo de planejamento estratégico

Que o Planejamento Estratégico é importante, não há dúvida. O problema é que muitas vezes essa ferramenta deixa a desejar em termos de aplicação prática. Em outras palavras: o plano fica só no papel, e os objetivos traçados são esquecidos. Geralmente, esse hiato entre a formulação estratégica e a execução tem origem em cinco questões. São os “Cinco Obstáculos do Planejamento Estratégico”, que podem colocar a perder todo o trabalho da empresa.

O “chavão” é conhecido: “traçar estratégias é fácil, o difícil é tirá-las do papel”. Isso é verdadeiro: formular estratégias é a parte mais simples; complicado mesmo é fazer a estratégia acontecer. A execução é o calcanhar de Aquiles do Planejamento Estratégico, não há dúvida. Assim, para evitar que o planejamento fique “engavetado”, é importante que a empresa reconheça previamente os obstáculos que terá pelo caminho. Esses entraves geralmente são consequência de cinco equívocos básicos, para os quais não é dada a devida atenção na hora da formulação.

Os cinco obstáculos do planejamento estratégico

Vamos ver que obstáculos são esses e o que a empresa deve fazer para preveni-los:

Desvincular o Planejamento Estratégico do orçamento

Muitas vezes os objetivos e as estratégias traçadas estão desvinculados da realidade financeira da empresa. Sem recursos não há estratégia, por melhores que sejam as intenções. Assim, a empresa deve, antes de aprovar o plano proposto, verificar se terá caixa para colocar as estratégias em prática. Objetivos e estratégias muito além do alcance da empresa, de seus recursos materiais, financeiros e humanos, serão apenas quimeras. Metas têm um requisito básico: elas têm que ser, antes de tudo, viáveis. A viabilidade é um dos ingredientes básicos de todo Planejamento Estratégico bem construído.

Esquecer das pessoas e de seu papel no Plano

O segundo obstáculo se relaciona às pessoas. Muitas vezes se esquece, mas o elemento humano é o ponto crítico de todo processo de planejamento estratégico. Quem vai executar as estratégias? Que competências serão necessárias para tanto? Temos talentos humanos para isso? Não é raro todo um plano sucumbir pela lacuna em capacidades e engajamento das pessoas. Lembre-se: sem pessoas, não há estratégia que vá para o mundo real.

Desatrelar a recompensa dos resultados

Uma das grandes ameaças à execução de um plano estratégico é não atrelar a recompensa à sua consecução. As pessoas devem ser reconhecidas pelos resultados alcançados. E não só no sentido financeiro. Pesquisas mostram que nas empresas onde essa política funciona, os níveis de implementação dos objetivos e estratégias são superiores à média.

Não explicar e detalhar o Plano

Muitas empresas erram ao supor que todos entenderão o plano de forma automática. A experiência ensina que nem sempre isso é o que acontece. Investir tempo em uma apresentação do plano a toda a empresa é algo simples de ser feito e que irá turbinar o engajamento das pessoas. Lembre-se: ninguém se engaja em algo que não entendeu. É preciso saber vender internamente o plano traçado.

Não ter tempo para a estratégia

Na maioria das empresas os gestores e profissionais não têm tempo para a estratégia, essa é a verdade. Isso acontece porque a maioria dos gestores – que deveriam ser estratégicos – atua, em grande parte do tempo, no operacional. O incêndio do dia – e sua fumaça – acaba encobrindo os objetivos da empresa. A operação é importante, não há dúvida, mas ela não pode ser o único foco de atuação.

O processo de formulação e execução estratégica não é fácil. Ele exige disciplina e disposição da empresa em fazê-lo. Há que se cuidar para que as estratégias não fiquem pelo caminho, esquecidas nas gavetas. Ou que virem meros slogans. Os obstáculos listados acabam minando a eficácia do Planejamento Estratégico, diminuindo ou até anulando por completo sua aplicação prática e ferramental. Para que isso não ocorra, é indispensável que se conheçam essas “armadilhas estratégicas”, buscando evitá-las e superá-las. Isso não é fácil, mas as recompensas são relevantes. Boas estratégias, sem nenhuma dúvida, ainda continuam sendo o melhor caminho para o sucesso de um negócio.

 

Veja Também

Curso Online – Planejamento para fazer acontecer

E-book – Como administrar um pequeno negócio?

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

19 de Julho de 2018

O que a NRA Show ensinou aos empresários

SAIBA MAIS

 

19 de Julho de 2018

Resultados de 2017 superados no 3º dia da Francal

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 18/07/2018 09:58

Sebrae realiza seminário sobre Junta Digital em Lagoa Vermelha

Sebrae RS Podcast 17/07/2018 18:29

Sebrae em Pelotas promove a Sessão de Crédito para micro e pequenas empresas

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: