Loading SEBRAE

Mais buscados: sei MEi CREDITO CONSULTORIA BOAS PRATICAS

Loading SEBRAE

Moveleiro

Tecnologia

Os avanços na logística que fazem a diferença nos negócios

atualizado em: 26/04/19
Andrei Carletto

Andrei Carletto

Coordenador Estadual do Moveleiro do SEBRAE RS

COMPARTILHE
A busca por soluções inovadoras que aprimorem os processos logísticos se torna incessante, refletindo em muito avanço tecnológico

O setor de logística tem uma magnitude de respeito. O valor estimado desse mercado em nível mundial está na casa dos trilhões de dólares, segundo analistas. E a tendência é que ele só suba, já que esse segmento está em constante expansão. A explicação para isso é simples. Com o mundo cada vez mais conectado, a quantidade e a diversidade de bens que podem ser adquiridos via internet também só aumentam, inclusive expandindo a atuação do setor moveleiro. Isso, claro, vai exigindo mais e mais avanços na logística, cujos serviços passam a assumir um papel de destaque dentro das empresas. Diante desse cenário, a busca por soluções inovadoras que aprimorem os processos logísticos se torna incessante, refletindo em muito avanço tecnológico.

Já existem muitas iniciativas interessantes colocadas em prática e outras ousadas em andamento. E o que se observa de comum em grande parte delas é o foco em alguns aspectos específicos. Um deles, claro, é o cliente, pois a logística está voltada a atender à demanda e satisfazer os consumidores em termos de agilidade na entrega e garantia de produtos intactos. Outro ponto é a sustentabilidade, uma vez que há preocupação em reduzir a emissão de CO2 e resíduos, utilizando formatos menos poluentes de entregas. E, como não poderia deixar de ser, a tecnologia está no centro das atenções desse setor, que busca através dela criar alternativas que tragam o melhor custo-benefício.

moveleiro avanços na logística

IoT e os avanços na logística

Uma das práticas arrojadas e futuristas que estão sendo analisadas e desenvolvidas para trazer avanços na logística é a do uso da Internet das Coisas (IoT, conforme sigla em inglês), com tecnologia de comunicação máquina a máquina, que torna o chão de fábrica conectado (permitindo maior monitoração dos processos industriais) e facilita o controle das mercadorias em trânsito.

Outra é a impressão em 3D, que descentraliza a produção, possibilita maior customização, permite a manutenção de estoques menores e diminui o trajeto de entrega. Até mesmo a utilização de veículos autônomos (sem motoristas) como medida de redução de custos já está sendo testada.

Mas a inovação no setor de logística não é apenas uma aposta para o futuro, já existem empresas que implementaram mudanças e saborearam retornos altíssimos com isso. Um grande exemplo é a Amazon. Para superar as dificuldades iniciais, ela apostou em inovar e hoje é uma gigante do setor. Uma das ideias que ela colocou em prática foi a de ser independente em relação ao transporte, criando uma frota própria e também garantindo várias opções e parceiros diferentes. Ela também priorizou reduzir o tempo de entrega, investindo em pessoas e tecnologias que trouxessem mais organização e agilidade nos processos logísticos. E mesmo com o sucesso das iniciativas, ela não se acomodou e continua transformando o setor. A bola da vez é a entrega por drones: no último ano, foi concedida a ela uma patente relacionada ao carregamento dessas máquinas em pleno ar, com energia eólica.

Avanços na logística no setor moveleiro

No Brasil, um mercado que vem se movimentando para aprimorar os serviços de logística é o de móveis. Segundo dados da Ebit, o setor moveleiro ocupa a quarta posição em volume de pedidos no comércio eletrônico e a quinta em resultado financeiro de vendas. Para acompanhar esse ritmo, duas das principais varejistas brasileiras declararam no fim do ano passado que aumentarão a velocidade de suas entregas.

O Magazine Luiza anunciou que pretende concluir cerca de 50% de suas encomendas em até dois dias, contando com integração entre lojas físicas e virtuais e com otimização no uso de caminhões. E a Via Varejo, que detém as marcas Casas Bahia e Ponto Frio, contratou serviços de integração entre entregadores independentes e empresas comerciais visando reduzir o tempo de entrega também para dois dias.

Das empresas do setor de móveis brasileiro, 72% se concentram em cinco Estados, com destaque para o Rio Grande do Sul. Por isso, é possível notar movimentações de companhias gaúchas desse mercado no sentido de melhorar seus processos logísticos.

A Focco Sistemas de Gestão, de Caxias do Sul é um exemplo. A empresa fechou uma parceria de logística no setor moveleiro com a TranspoBrasil, de Blumenau (SC), criando uma integração que oferece funções como seleção de transportadora, gestão dos documentos eletrônicos, rastreamento de cargas, controle de custos e planejamento de rotas. O investimento visa reduzir custos, gerar vendas e atender às demandas com agilidade e qualidade.

Com esse cenário posto, o empresário, seja qual for o tamanho de seu empreendimento, sai ganhando ao manter um olhar atento nos avanços do setor de logística para implementá-los em seu negócio.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

14 de Novembro de 2019

Sebrae RS e Sicredi assinam convênio para incentivar empreendedorismo

SAIBA MAIS

 

14 de Novembro de 2019

Vinte e sete empresas participam da Estação Moda RS na Feira Zero Grau, em Gramado

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 14/11/2019 16:53

Caxias do Sul recebe seminário Junta Digital do Sebrae-RS

Sebrae RS Podcast 14/11/2019 16:48

Sebrae RS terá estande coletivo de moda na feira Zero Grau, em Gramado

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: