Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI MEI Credito Consultoria Boas praticas

Loading SEBRAE

Saúde

Conjuntura

Contextualização da cadeia produtiva da saúde

26/10/18
Ana Paula Rezende

Ana Paula Rezende

Coordenadora Estadual da Saúde do SEBRAE RS

COMPARTILHE
O Rio Grande do Sul se destaca pelos serviços médicos e de saúde, sobretudo em hospitais de referência, que são os grandes players do setor

No início do século 20, a organização dos gastos hospitalares e médicos era uma atividade cujo custeio ficava a cargo do setor público e da filantropia devido às dificuldades de realizar uma operação lucrativa nesse segmento. No entanto, diante do considerável crescimento da população mundial desde a 2º Guerra, o sistema brasileiro de saúde tornou-se compartilhado pela iniciativa pública e privada, sendo essa última gerida por operadoras de planos de saúde, hoje responsáveis pela metade dos tratamentos médicos realizados no País.

A saúde é uma das atividades econômicas mais importantes no Brasil e no mundo, representando aproximadamente 9% do nosso Produto Interno Bruto (PIB), segundo estatísticas da Organização Mundial da Saúde (OMS – 2011), e mais de 4,3 milhões de empregos diretos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE – 2009), se consolidando como a atividade que mais emprega no País.

No Rio Grande do Sul, com aproximadamente 37 mil micro e pequenas empresas, o elo de serviços no setor é o que representa importante gerador de empregos e atende a uma das principais demandas de serviços em saúde pública e privada da população.

A indústria do segmento ainda apresenta limitações ao crescimento, principalmente devido à alta tributação (que representa cerca de 1/3 do valor final dos produtos) e à demora na aprovação dos projetos por parte dos órgãos regulatórios.

O Rio Grande do Sul se destaca pelos serviços médicos e de saúde, sobretudo em hospitais de referência, que são os grandes players do setor. Com reconhecimento internacional, estão localizados nos municípios mais populosos e concentrados principalmente em Porto Alegre (32 estabelecimentos), seguidos por Caxias do Sul e Passo Fundo (8) e depois por Pelotas (7).

Assim, podemos afirmar que a complexidade no setor exigirá o envolvimento de toda a cadeia produtiva para assegurar a sustentabilidade financeira do setor, com possibilidades de atuação transversal.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

14 de Novembro de 2018

Gaúchos participam da Feira Medica 2018, na Alemanha

SAIBA MAIS

 

14 de Novembro de 2018

Santa Cruz do Sul recebe curso Líder Coach

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 14/11/2018 11:56

Insight 2018 marca a semana global do empreendedorismo no RS

Sebrae RS Podcast 13/11/2018 09:50

Lajeado recebe palestra para incentivar empresários locais

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: