Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI MEI crédito Consultoria Boas Praticas

Loading SEBRAE

Saúde

Conjuntura

Contextualização da cadeia produtiva da saúde

atualizado em: 26/10/18
Ana Paula Rezende

Ana Paula Rezende

Coordenadora Estadual da Saúde do SEBRAE RS

COMPARTILHE
O Rio Grande do Sul se destaca pelos serviços médicos e de saúde, sobretudo em hospitais de referência, que são os grandes players do setor
Sem tempo para ler? Que tal ouvir o artigo?

No início do século 20, a organização dos gastos hospitalares e médicos era uma atividade cujo custeio ficava a cargo do setor público e da filantropia devido às dificuldades de realizar uma operação lucrativa nesse segmento. No entanto, diante do considerável crescimento da população mundial desde a 2º Guerra, o sistema brasileiro de saúde tornou-se compartilhado pela iniciativa pública e privada, sendo essa última gerida por operadoras de planos de saúde, hoje responsáveis pela metade dos tratamentos médicos realizados no País.

A saúde é uma das atividades econômicas mais importantes no Brasil e no mundo, representando aproximadamente 9% do nosso Produto Interno Bruto (PIB), segundo estatísticas da Organização Mundial da Saúde (OMS – 2011), e mais de 4,3 milhões de empregos diretos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE – 2009), se consolidando como a atividade que mais emprega no País.

No Rio Grande do Sul, com aproximadamente 37 mil micro e pequenas empresas, o elo de serviços no setor é o que representa importante gerador de empregos e atende a uma das principais demandas de serviços em saúde pública e privada da população.

A indústria do segmento ainda apresenta limitações ao crescimento, principalmente devido à alta tributação (que representa cerca de 1/3 do valor final dos produtos) e à demora na aprovação dos projetos por parte dos órgãos regulatórios.

O Rio Grande do Sul se destaca pelos serviços médicos e de saúde, sobretudo em hospitais de referência, que são os grandes players do setor. Com reconhecimento internacional, estão localizados nos municípios mais populosos e concentrados principalmente em Porto Alegre (32 estabelecimentos), seguidos por Caxias do Sul e Passo Fundo (8) e depois por Pelotas (7).

Assim, podemos afirmar que a complexidade no setor exigirá o envolvimento de toda a cadeia produtiva para assegurar a sustentabilidade financeira do setor, com possibilidades de atuação transversal.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

17 de Junho de 2019

Mercopar 2019: ainda há espaços para expositores

SAIBA MAIS

 

17 de Junho de 2019

RS tem 3º maior índice de donos de negócios formalizados

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 14/06/2019 19:47

Ainda dá tempo de ser expositor na Mercopar 2019

Sebrae RS Podcast 14/06/2019 19:46

Programação Neurolinguística é tema de palestra on-line

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: