Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei MEI credito consultoria Boas praticas

Loading SEBRAE

Startup

Testando ideias

Conheça as cinco fases do Design Thinking

14/12/17
Gustavo Moreira

Gustavo Moreira

Gerência de Inovação, Mercado e Serviços Financeiros

COMPARTILHE
Nessa abordagem, privilegia-se a formação de times multidisciplinares, com profissionais de diferentes áreas.

O Design Thinking vem se tornando muito popular no Brasil nos últimos anos e tem sido utilizado em diversas áreas, mas chamando a atenção principalmente de empreendedores e equipes que trabalham com inovação. O objetivo da técnica é resolver problemas utilizando as formas de pensar que os designers usam ao desenvolver produtos. Nessa abordagem, privilegia-se a formação de times multidisciplinares, com profissionais de diferentes áreas e que sejam relevantes para a questão analisada.

A primeira fase do Design Thinking é chamada de “processo de empatia”. Nesse momento, a equipe deve procurar se conectar com o problema a ser resolvido, conversando com as pessoas que são alvo daquela ação, compreendendo as necessidades e entendendo gostos e preferências. Com as informações do público coletadas, começa a fase de definição ou observação. Nela, é o momento de materializar de forma mais clara o problema exato a ser resolvido e as demandas que precisam ser atendidas.

A terceira fase é a de ideação, em que se realiza um grande brainstorm. Todas as ideias são aceitas, sem preconceitos e sem medo de errar. A principal preocupação desse momento deve ser evitar que as ideias sejam criticadas, dando espaço e abertura para que todos os insights possam ser tratados como válidos.

90_gimsf_designthinking_840x415

Na quarta fase, começa o processo de prototipação, ou seja, criar alguns modelos experimentais e entender se é viável colocar as melhores ideias do brainstorm em prática. Os protótipos precisam simular o produto final, mas não necessariamente ser do material exato do produto. Nessa fase, é bastante comum que se utilizem os quadros brancos com post-its, que se tornaram um símbolo visual do Design Thinking. Eles ajudam a priorizar as ideias que mais apareceram e que se mostraram mais viáveis.

O quinto e último momento do processo é o de teste, em que se analisam os protótipos criados e, a partir deles, se gera uma versão final do trabalho do grupo. O produto é levado então, de preferência, para as pessoas que o demandaram. A partir das ideias delas é que vai se entender se o processo funcionou, e quais as melhorias necessárias.

 

Gostou? Quer saber mais sobre DESIGN? ACESSE

 

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

12 de Julho de 2018

Senado aprova readmissão de empresas excluídas em janeiro no Supersimples

SAIBA MAIS

 

12 de Julho de 2018

Programa Lider – processo de desenvolvimento regional

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 13/07/2018 14:05

Série Plano de Negócios #01

Sebrae RS Podcast 09/07/2018 15:08

Sebrae promove bate-papo online com novas regras para o Pronaf

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: