Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei Mei Credito consultoria boas praticas

Loading SEBRAE

Startup

Nova economia

Todo o poder nas mãos do consumidor

atualizado em: 08/10/18
Debora Chagas

Debora Chagas

Coordenadora Estadual da Startups e Economia Digital do SEBRAE RS

COMPARTILHE
As tecnologias permitem que ideias se entrelacem, que pessoas se conectem mais facilmente e que negócios com novos focos sejam criados

O conceito de “Nova Economia” não é recente. Começou nos anos 1990 com a efetiva saída da internet dos nichos universitários para o cotidiano das pessoas. O conceito se refere à passagem da economia baseada na indústria para uma baseada em serviços. E isso realmente aconteceu. De lá para cá, em menos de três décadas, a tecnologia deu um salto gigantesco, e hoje temos computadores pessoais avançados e conectados bem nas palmas de nossas mãos. Basicamente, a nova economia tem a ver com essa conectividade e com o poder que a tecnologia da informação deu ao usuário de, em minutos, pesquisar por milhares de ofertas e fazer sua compra somente com alguns cliques.

Mas a nova economia não está somente no ambiente online. As tecnologias permitem que ideias se entrelacem, que pessoas se conectem mais facilmente e que negócios com novos focos sejam criados. Aí entra também o conceito de economia criativa e economia compartilhada. Nesse novo âmbito, ganham força conceitos como sustentabilidade, trabalho coletivo, compartilhamento de recursos, consumo consciente, criatividade e respeito e valorização das individualidades de cada cliente. Negócios coletivos hoje ganham cada vez mais visibilidade e força, gerando novos conceitos e atendendo uma nova geração de consumidores, que, pela sua natureza, são mais conscientes de seu papel na melhoria do planeta e da sociedade. Nesse ponto, as startups, pela sua dinâmica e velocidade, estão entre as maiores representantes desses novos tempos.

Todo o poder nas mãos do consumidor

A web é o ponto central onde a nova economia avança. Aplicativos de serviços com autoatendimento totalmente online, como Uber ou iFood, entre centenas de outros, já fazem parte da realidade. Mas não importa de que tipo e nem qual é o porte de seu negócio; ele tem que ter uma presença na internet e, principalmente, nas redes sociais, onde é preciso fazer relacionamentos diários, mostrar interesse, criar conexões com seus atuais e potenciais clientes.

É importante lembrar que ter uma ótima tecnologia não é o bastante, pois hoje ela está acessível a todos, e jovens ainda nem saídos do Ensino Médio já criam apps e sistemas de informação que podem valer milhões, dependendo de sua funcionalidade. A economia pode ser nova, mas as antigas qualidades ainda são as que mais valem, se combinadas corretamente com a tecnologia. Rapidez na apresentação do produto/serviço, excelência no atendimento, respeito ao cliente, preço, e, claro, qualidade e reputação da marca continuam sendo fatores-chave para o sucesso.

 

Veja também:

[Vídeo]

Você está preparado para viver na Smart era? – Série Black Sheep Project

Registro da palestra de Nagib Nassif, sócio-fundador da Bolha, maker e idealizador de projetos interativos para grandes marcas, no evento Black Sheep Project, realizado com apoio do SEBRAE dia 25 de novembro de 2016, em Porto Alegre.

ACESSE

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

14 de Novembro de 2019

Sebrae RS e Sicredi assinam convênio para incentivar empreendedorismo

SAIBA MAIS

 

14 de Novembro de 2019

Vinte e sete empresas participam da Estação Moda RS na Feira Zero Grau, em Gramado

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 14/11/2019 16:53

Caxias do Sul recebe seminário Junta Digital do Sebrae-RS

Sebrae RS Podcast 14/11/2019 16:48

Sebrae RS terá estande coletivo de moda na feira Zero Grau, em Gramado

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: