Loading SEBRAE

Mais buscados: MEI sei Credito CONSULTORIA boas Praticas

Loading SEBRAE

Leis e Normas

Transparência

O que é compliance?

atualizado em: 04/01/19
Jacqueline Viegas

Jacqueline Viegas

Consultora empresarial | JV Desenvolvimento e Gestão

COMPARTILHE
Programas de compliance estão voltados a reduzir e tratar riscos de não cumprimento de requisitos

Clique no play acima para ouvir o conteúdo!

Atualmente notícias sobre corrupção e responsabilização de empresas e pessoas físicas têm sido frequentes na mídia em seus diversos veículos, notadamente associadas a empresas de grande porte. Desde a publicação da Lei Federal n.º 12.846/2013, que dispõe sobre a responsabilização administrativa e civil de pessoas jurídicas pela prática de atos contra a administração pública nacional ou estrangeira, logo apelidada “Lei Anticorrupção, ou Lei da Empresa Limpa”, vem aumentando o interesse na adoção de programas de compliance como atenuantes na aplicação das sanções e como forma de trazer transparência à gestão nas empresas.

Compliance tem origem no verbo em inglês “to comply”, e pode ser entendido como “agir de acordo com uma regra”. Programas de compliance estão voltados a reduzir e tratar riscos de não cumprimento de requisitos, sejam eles legais, regulamentares ou de outra forma assumidos pelas empresas. No caso da Lei Anticorrupção, os riscos estão associados à corrupção.

Mas riscos de compliance não estão associados somente à corrupção. Independentemente do tipo, porte, setor ou cadeia onde está inserida, toda organização, para ter um sucesso sustentado, está sujeita a requisitos – e, portanto, deve estar em conformidade – de diversas naturezas, como fiscal/tributário, ambiental, trabalhista, concorrencial, gestão de ativos, etc. Nesse cenário, outros riscos devem ser abordados: reputação, multas, custos jurídicos, interrupção de atividades, valor de mercado, sonegação, lavagem de dinheiro, entre outros.

Como incluir o compliance na gestão de meu negócio?

A ISO publicou em 2014 a NBR ABNT ISO 19600:2014- Sistemas de Gestão de Compliance e, em 2015, a ISO 37001:2015 – Sistemas de Gestão Antissuborno – Requisitos e Guia de Aplicação. A primeira estabelece diretrizes para um sistema focado no cumprimento de normas legais e regulamentares, códigos do setor, políticas e diretrizes estabelecidas para as atividades da empresa e comportamento ético. Também traz orientações de como tratar desvios (não compliance) que possam ocorrer. No âmbito da legislação brasileira, a Portaria Conjunta CGU/SMPE Nº 2.279/15 dispõe sobre a avaliação de programas de integridade de microempresa e de empresa de pequeno porte, simplificando as exigências em comparação com empresas de maior porte.

Independentemente do caminho escolhido, alguns elementos e práticas são comuns, como Compromisso da Liderança, Políticas/Código de Conduta Ética, Treinamentos periódicos, Riscos, Controles, Auditorias, Tratamento de Desvios, Investigações, Denúncias, Registros, entre outros.

Reconheceu alguns riscos para o seu negócio? Então a gestão de compliance é para sua empresa também!

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

15 de Outubro de 2021

Consumo e comportamento de moda são tema de evento gratuito em Novo Hamburgo

SAIBA MAIS

 

15 de Outubro de 2021

Sala do Empreendedor de Antônio Prado conquista Selo Ouro

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 01/09/2021 18:00

Sebrae RS apresenta mais uma edição da batalha de startups, no Insight Sul

Sebrae RS Podcast 24/08/2021 16:00

Sebrae RS e PUC-RS lançam HUB Phygital

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: