Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei MEi credito consultoria boas praticas

Loading SEBRAE

Inovação

Tendência

Que os jogos comecem! A gamificação e o engajamento com o seu negócio

01/02/19
Gustavo Scheffel Adornes

Gustavo Scheffel Adornes

Gerência de Inovação Mercado e Serviços Financeiros

COMPARTILHE
Por meio do uso de dinâmicas de jogos, a gamificação pode ser uma ferramenta para envolver seus clientes e colaboradores

O uso da lógica de jogos em contextos diferentes do lazer recebe o nome de gamificação. No cenário atual, esta tendência é vista como um valioso caminho para inovar contando com o envolvimento e a motivação das pessoas, além de ser usual na promoção do aprendizado e na solução de problemas.

Nessa concepção, é interessante ter claro que jogos são considerados um sistema de interação entre diferentes partes, o qual pode ser desenvolvido por meio de um enredo abstrato e com estética própria, atendendo quatro mecânicas comuns:

Metas: elemento no qual os jogadores concentram as suas forças, pela evolução de um personagem, busca por habilidades ou alcance de conquistas.

Regras: determinam permissões e limitações dos jogadores, estruturando o jogo em si e promovendo equilíbrio nos desafios.

Feedbacks: por meio de pontuações e/ou recompensas diversas, o jogador é informado de seus progressos quanto aos objetivos propostos.

Envolvimento voluntário: é a concordância do jogador com as outras três mecânicas.

Podendo ser utilizada em diferentes contextos, a gamificação é aplicada para envolver e engajar pessoas, provocando o comportamento colaborativo e/ou a fidelização. Para esses fins, a reação emocional é um elemento valioso.

Exemplos de aplicação de dinâmicas de jogos podem ser vistos em empresas diversas, como estímulo a treinamentos e desenvolvimento, na promoção ao empreendedorismo, etc. Porém, apesar do reconhecimento como uma útil ferramenta para inovar e aprimorar as relações das organizações, a prática da gamificação também é alvo de críticas. Essas colocações se devem aos possíveis efeitos negativos nos “perdedores” dos jogos ou pela perda do propósito relacionado, podendo virar apenas uma brincadeira.

Essas possibilidades são solucionadas com planejamento criterioso e bom uso do design de jogos, fruto de um entendimento mais profundo do conceito em si. Abaixo, há algumas sugestões de fontes para se aprofundar no tema:

· TED Talk com Janie McGonigal – como os jogos podem fazer um mundo melhor

· Livro “Gamification, Inc”, da MJV (http://www.livrogamification.com.br)

· TEDx com Nilton Melo – como aliar o divertimento pode engajar pessoas e aumentar produtividade

 

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Veja Mais

Leis e Normas

ICMS e Substituição Tributária

Sua empresa está pagando mais tributos do que deveria?

Empreendedorismo

Primeiros Passos

Empreendedorismo que transforma

Notícias

21 de Fevereiro de 2019

Sebrae RS apresenta Mercopar 2019 durante reunião da CIC

SAIBA MAIS

 

21 de Fevereiro de 2019

InovAtiva está com inscrições abertas

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 19/02/2019 11:33

Quatro MPEs de Pelotas e Rio Grande são selecionadas para Prêmio de Inovação

Sebrae RS Podcast 18/02/2019 12:23

Sebrae RS fará oficinas de degustação de vinhos, espumantes e sucos na Festa Nacional da Uva

Atendimento - Chat

Olá, tudo bem? Preencha os campos para iniciarmos o chat. ;)

Por favor, preencha o formulário abaixo e retornaremos seu contato assim que possível.

Início em: